Quarta, 03 Julho 2019 06:15

Mensagem de 30 de Junho de 2019

Avalie este item
(5 votos)

Queridos filhos!

Este é um domingo de paz, de oração, de esperança, porque vocês estão aqui reunidos suplicando ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria pela vida dos inocentes. A vida é a maior bênção!

Quando você quiser saber sobre a preciosidade da vida, olhe para você mesmo e sinta o quanto o dom da vida é um presente de Deus: a família que você tem, a família que Deus lhe deu, o carinho de seus pais, o carinho de seus filhos.

Por isso, é necessário lutar, orar e proteger a vida dos inocentes. Todos são filhos de Deus. O que Deus nos concede é uma bênção, em especial, a vida! A vida é uma bênção recebida no batismo, que é o Espírito Santo descendo sobre nós. Quando recebemos o santo batismo, a descida do Espírito Santo sobre nós, conseguimos encontrar a sabedoria, o entendimento e temos a ciência maior que é a ciência de Deus.

Mesmo diante das batalhas, principalmente presentes na vida da família, a primeira missão começa dentro de sua família: o amor, o afeto, o respeito. Há inúmeras crianças que não têm amor, que não têm afeto, que não têm respeito, porque há muitos homens, mulheres, que não têm a sabedoria de olhar a vida através da graça de Deus.

Isso aprendemos – especialmente ao recebermos essa catequese de Deus, essa catequese divina do Céu – e conseguimos ter uma visão ampla da vida. Conseguimos ver além de nossos olhos; ver com os olhos de nossa alma. Conseguimos sentir com o nosso coração; sentir quão linda é a presença da Santíssima Trindade.

Neste domingo sentimos Jesus bem perto de nós, primeiramente em nós, pois, através da oração, tocamos o perfume do amor de Jesus Misericordioso. E, também percebemos a sua presença através da brisa mansa.

O mundo está tão cercado pelas tempestades. Vemos tempestades traiçoeiras em todos os lugares do mundo. Há muita dor, muito sofrimento espiritual, muito pecado: ciúme, inveja, mentira. Por isso, nós precisamos dessa brisa mansa. Jesus chega até nós para nos transformar. Você consegue sentir a transformação que Jesus faz em sua vida através dos momentos de oração.

Orar é curar. Quando ora, você cura aonde dói, cura aonde está a ferida.

Neste Vale temos um encontro de paz com Deus, mesmo sendo grande a luta, porque há uma fraternidade. E, nós sabemos, que o demônio não quer ver família, não quer ver comunidades, não quer ver fraternidades.

Portanto, a batalha é constante para defender a vida. A primeira coisa para se defender a vida é ter amor a si mesmo. Você ama porque você tem o amor de Deus. Ninguém é capaz de amar sozinho. Ninguém ama por amar. Nós amamos porque conhecemos o amor de Deus em nós. Quando você se ama, você respeita a si mesmo. E, quando se respeita, você não peca, não cai nas tentações do mundo, não vai matar, não vai violentar, não vai prejudicar alguém, sabendo que esse alguém é o seu próximo, que Deus está nele.

O que leva o homem a matar, a condenar-se com o sangue de inocentes?

Condena-se quem mata um inocente, não consegue ter paz. É preciso que tenha um grande encontro com o perdão de Deus, porque senão não consegue ter paz.

A plenitude do amor de Deus é o que nos garante a defesa da vida. Defendemos o que amamos. Mas, se não amamos, como iremos defendê-la?

Então, a primeira catequese necessária no mundo é a do amor, do amor de Deus – é conhecer Cristo em nós. Saber que Cristo está em mim, por isso, tenho de amar o meu próximo. Cristo está em mim, por isso tenho de viver e dar testemunho de amor à família, à comunidade. Tenho de vencer a inveja. O inimigo está dominando o homem pelos pecados capitais. Ninguém quer aquela ternura na alma. Você quer ser a grande liderança, mas se esquece de que Jesus é a humildade, e é Ele que lhe conduz. Ele é o Mestre da Verdade, de uma verdade que lhe salva, que lhe liberta. Nos braços de Jesus temos a graça de sermos salvos pela sua misericórdia. Jesus nos abraça com a sua misericórdia e nos ensina a ter misericórdia.

A humanidade chegou a um momento triste, de trevas, em que vocês têm de defender a vida. Muitos estão matando. Estão tirando a graça e a felicidade da família que é o tesouro de Deus. Estamos vivenciando um tempo de enorme dor. Se o mundo estivesse na paz, se estivesse plenamente no amor, vocês não teriam que combater a essa armadilha do demônio com tantas orações do rosário. Mas, a armadilha está presente. O Brasil, o mundo, todas as nações estão sujeitas a essa armadilha que é matar – tirar a vida daqueles que não conseguem se defender.

Precisamos orar de forma sábia. O Sangue de Jesus é o sangue que tem poder, filhos! Se houver um sofrimento em sua casa, peça ao Sangue de Jesus. O Sangue de Jesus que tem poder! É o Sangue poderosíssimo. Peça ao Coração Misericordioso que venha lavar toda a sua família.

Peça a Jesus: “Lave a minha família!”. Peça a Ele que, ao lavar a o coração da sua família – que está sangrando de dor, por causa dos pecados – traga o Espírito Santo.

Defendemos aquilo que sabemos que é sagrado. A vida é sagrada! Se você fechar os seus olhos – ainda que seja por minutos ou segundos – irá agradecer a Deus porque você está aqui. Isso é sagrado.

Deus lhe fez um filho, Deus lhe ama demais, lhe ama imensamente. Você é sagrado! Se fechar seus olhos, sentirá o quanto você é amado. Porque Deus está lhe dando este presente. O dia que Ele quiser, Ele lhe colhe. Pode ser hoje. Ninguém sabe se será ao entardecer, ao anoitecer ou ao amanhecer. Só Deus sabe.

Então, você tem de viver uma entrega profunda e construir um mundo melhor. Nós podemos construir esse mundo melhor, filhos! Temos condições, porque Deus nos capacita a cada dia, diante da presença dEle: Pai, Filho e Espírito Santo, para construir e salvar o mundo. Esse mundo pede misericórdia. Não é só o Brasil, mas o mundo todo que pede misericórdia. São as mães, são os pais, todos precisam amar como Jesus lhes ama.

Quando ver aquela linda imagem de Jesus morrendo na cruz por você, derramando o seu Sangue para lavar o seu coração, – para lhe dar a vida eterna, para lhe dar a ressureição, para fazer com que você desperte e acorde para o Reino do Pai – verá, então, o quanto você é amado.

A partir do momento em que amar, vai defender o que Deus criou. Vai defender a Terra, a sua família, a sua fé, a sua comunidade, a seus filhos. Você vai se defender. E, a maior defesa é a oração. A oração é o que dá combate. Os joelhos se dobram, você pega o seu pequeno terço e começa a rezar, você derruba o demônio. É ele que quer derrubar a família, destruir a vida. Mas, você, com a oração, vence o demônio!

Hoje vocês precisam orar. Este domingo nos transmite a paz de Deus. Há tantos filhos e filhas que vieram até aqui para orar. Para isso é preciso ser autêntico. É preciso reconhecer que o mundo está em feridas, que as famílias estão destruídas – os vícios, os pecados, estão destruindo as famílias. Não podemos negar isso. Isso está claro! Essa é situação que vemos hoje. São os lares, as famílias, as mães, os pais, todos os corações estão sofrendo. Os filhos estão chorando e pedindo a Deus pela paz. A marcha pela vida humana é pela paz no mundo.

Jesus disse: “Ai da Nação que derramar o sangue desses pequeninos! Ela não terá paz!”. Então, orem filhos, para que isso não aconteça no Brasil. Porque o Brasil já tem sofrido tanto por causa da ganância, da violência, da injustiça.

Dobrem os joelhos e orem. Orem com fé! Vocês não sabem o poder que tem a oração. É o poder de salvação. É o poder de transformar o mundo. Jesus nos fala que estamos vivenciando tempos de batalhas. Não é o fim do mundo. Ninguém precisa ter medo do fim do mundo. Mas, a humanidade precisa acordar porque o que estamos vendo hoje ser destruído é o próprio homem, o filho de Deus! Que é a imagem e semelhança de Deus! Que, muitas vezes, não tem mais respeito a nada. Não tem temor a Deus. Não tem fé. Não tem religião. Não tem entrega. Não tem amor à sua própria família, aos seus próprios filhos. Há quanta crueldade praticada por muitos contra seus próprios filhos.

Então, é necessário ter o amor de Deus, porque o mundo está ferido. Não é o fim do mundo, mas está sendo o fim da família, da juventude, da criança. E o que adianta a natureza estar aí, se o homem não quer Deus nem para proteger a natureza? A natureza foi criada por Deus para dar prosperidade, o alimento, a vida às pessoas. Deus fez tudo perfeito.

Há três sofrimentos: o espiritual, o material e o temporal. E também há três bênçãos diante das quais podemos nos construir: a espiritualidade, a materialidade e o tempo. Deus nos deu a graça da experiência, sendo a espiritual a mais profunda. A material, porque você nasce e recebe de Deus a graça de ter uma forma humana: os olhos, as mãos, os pés; e a graça de desfrutar da prosperidade. E o tempo lhe proporciona isso. Toda a sua prosperidade sai dessa natureza riquíssima que Deus criou e dos dons que Deus deu aos homens: a ciência, a sabedoria, a inteligência.

Então, quando falamos dos três sofrimentos, também podemos construir as três bênçãos da nossa vida: o ser espiritual, a matéria e o tempo. Especialmente para vocês que estão nesta passagem aqui na Terra, vivem a matéria, cultivam o tempo – que é o que Deus criou: a natureza, o mundo, os mares, os rios, os vales, as montanhas, os verdes, as flores, os frutos. E, têm a experiência da espiritualidade. O Espírito Santo está em nós. Ele habita em nós e os dons dele fluem em nós para que possamos fazer fluir diante dessa caminhada material prodígios espirituais.

O homem hoje cai pelo vacilo material. Está muito apegado às coisas do mundo, pelas quais mata, faz tanta violência. Mas, deveria fazer o contrário. Deveria fazer deste, um mundo de paz, pois tem a sabedoria para isso.

Então, quando falamos em defender a vida – todos estão cientes de que a vida é para ser defendida – por que você não se defende? Você não quer viver?

A primeira defesa da vida é o amor que você tem. É o amor que tem a si mesmo. Nós precisamos defender a vida!

Hoje vocês estão aqui suplicando ao meu Imaculado Coração pela luta, pela defesa, pela proteção da vida dos pequeninos de toda humanidade. Vamos colocar no Sagrado Coração de Jesus esse pedido pela proteção. Vamos pedir a Deus que não deixe o Brasil permitir esse sofrimento. Que o Brasil seja um país que lute e defenda a vida sempre. Defender a vida é defender a obra, a criação, que Deus fez lindamente em seus filhos: a sua imagem, a sua semelhança.

Com carinho e com amor, pedindo ao Espírito Santo para estar em nós, eu quero, neste momento, abençoa-lhes.

Neste momento, Nossa Senhora abençoa todos, enquanto cantam: “Dai-nos a bênção...”

Queridos filhos!

Eu lhes abençoei com carinho e amor. Que Jesus esteja sempre no meio de nós, sendo essa brisa mansa, trazendo essa paz. A paz que hoje vocês vieram buscar para levar às suas famílias com amor, sabendo que Ele é a vida plena, Deus: o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Ele é quem nos abençoa e nos faz seguir adiante com fé e sabedoria, lutando pelo Triunfo do meu Imaculado Coração.

Eu sempre peço a Jesus para abençoar as flores para a cura e libertação de todos os doentes do corpo e da alma.

Aos aniversariantes de hoje, aos jovens, às crianças, às mães, aos pais, aos missionários, a todos que estão completando anos de vida, desejo paz. Que a paz possa reinar em vocês para que possam dar testemunho vivo do Cristo em vocês.

O meu Imaculado Coração – o Imaculado Coração de Maria – os protegerá, filhos! A Mãe de Piedade! Deus me concede a graça de ter o Imaculado Coração, de ser Maria, a Imaculada Conceição, e eu sempre peço a Deus proteção e paz, especialmente para todos os filhos que hoje estão aqui reunidos.

Que vocês permaneçam sempre unidos na fé, na unidade e na perseverança. Defendam a vida! Quem defende a vida, defende o mundo, a criação de Deus.

Eis aqui a Serva de Deus, a Imaculada Conceição, Mãe de Piedade, e eis que o Senhor me chama!

Última modificação em Terça, 02 Julho 2019 15:17
Mais nesta categoria: « Mensagem de 23 de Junho de 2019
DMC Firewall is a Joomla Security extension!