gototopgototop

Mensagem de 23 de Junho de 2007

 Meus amados filhos!

Hoje é com grande alegria, que nós iniciamos esse nosso momento de grandíssima riqueza para os corações aqui presentes. Que é o momento em que o Céu vem nos falar, nos direcionar ao caminho verdadeiro, digno, para que os corações aqui presentes possam conhecer, e sobre este caminho conduzir-se à sua caminhada.

Hoje, nós precisamos olhar em torno deste mundo tão cheio de sofrimentos que são causados pela incredulidade por parte dos homens, e buscar verdadeiramente uma vida de mais temor a Deus. As vezes nós ouvimos tanto esta palavra: “ser temente a Deus!” Mas os homens hoje não são tementes a Deus, simplesmente ignoram as coisas de Deus, simplesmente abandonam as coisas de Deus.

A grande realidade é que as pessoas esqueceram de ser aquilo que Deus quer que elas sejam: santas, serenas, humildes, felizes. A grande verdade é que o homem está pobre de felicidade. Porque a pobreza espiritual no coração do homem é imensamente profunda, e isso vem a se tornar uma grande doença. E o homem hoje está doente. Essa doença que o homem está sentindo e tendo é a falta de Deus, a falta de oração, de amor às pessoas, de respeito às pessoas.

O homem quer seguir o caminho sem se entregar a este caminho. As pessoas não doam a sua vida a serviço do próximo, a serviço verdadeiramente da paz, verdadeiramente da construção da Santidade. É por isso que Deus vem orientando os corações a serem corações fraternos. Toda santidade em nós se faz através da vivência de uns com os outros.

A grande luta pela fraternidade no mundo é a grande luta de Cristo. Cristo lutou imensamente para que as pessoas pudessem ser fraternas, terem humildade, terem união, serem dignas. Por isso Ele nos fez uma grande família. Quando nós falamos, por exemplo, da Igreja, nós estamos referindo as vezes a uma grande casa erguida feita de tijolos de barro, mas nós esquecemos que essa Igreja que Jesus Cristo construiu somos nós.

Então cada um deve olhar para o seu coração e dizer: "Eu sou a Igreja de Jesus”. Existe uma representação da materialidade, de uma casa erguida por tijolos de barro, mas existe a essência dessa Igreja, que somos nós erguidos diante do Espírito Santo de Deus, para vivermos realmente o que Jesus Cristo deseja de nós.

Jesus Cristo quer fraternidade entre os homens; e as pessoas não querem viver em fraternidade. As próprias famílias não estão sendo fraternas. Porque quando você fala da família, muitas vezes, vocês meus filhos têm cada um uma visão de família. Muitas pessoas no mundo têm uma visão de família apenas no sentido material, para eles uma família bem constituída é uma família bem erguida na materialidade, que possui verdadeiramente coisas materiais. Mas isso não é família.

A materialidade é apenas um complemento do que Deus nos concede, porque Ele deu a sabedoria ao homem para o homem trabalhar, para o homem buscar o alimento, para o homem buscar a sua dignidade. Mas a essência da família, o bem estar da família, está no interior de cada homem, de cada coração. Então é algo que sai de dentro de você.

Não adianta você ter o material, se você não tem, por exemplo, fé. De repente a sua casa pode ser atingida por uma das dificuldades hoje presentes, seja ela uma dor material, uma dor espiritual; ou mesmo um problema temporal. Então nós temos que ter uma preparação que seja uma preparação de oração, filhos.

Quando Deus fala para nós que nós temos que ter uma vida digna, que temos que ter uma vida de santidade, é a oração! O homem precisa do trabalho, sim, mas o homem também precisa da oração. Hoje quando nós vivenciamos o tempo da presença de Deus no meio de nós, que é o tempo da misericórdia Divina, principalmente agora nesses finais de tempos, nós vemos que o mundo pensa no trabalho, o mundo pensa no material, mas o mundo não pensa mais em Deus.

Existem hoje pessoas que não têm um minuto do seu tempo para dedicar a um agradecimento a Deus. Existem homens que só se consomem diante do consumismo do poder. Eles não param e meditam: “a minha vida está nas mãos de Deus, eu estou aqui neste mundo, mas não conheço o meu amanhã, não conheço nem o meu presente que me resta hoje neste dia, a minha vida está e deve estar nas mãos de Deus”. Então o tempo da oração é um tempo da ação viva de Deus mostrando para nós o caminho que nós realmente precisamos seguir.

Porque hoje – como mensageira do Céu, medianeira, a mãe que vem lhes catequizar, lhes preparar para um dos maiores acontecimentos esperados pela humanidade, que é a paz – a verdade é que o mundo quer a paz. E as pessoas por mais cegas que sejam, ignorantes, elas sabem que essa paz só pode vir de Deus. Essa paz não é você possuir bens, não é você dizer que hoje você está sorrindo. Essa paz ela vem de Deus, é uma paz que completa tudo na sua vida, que não deixa nada faltar, é uma paz que te dá tranqüilidade, te dá mansidão, que te satisfaz. A humanidade por mais cega que seja, ou ignorante, ela sabe que essa paz tão precisa no mundo, ela só vem de Deus. Porque as pessoas não têm condições sozinhas para promover essa paz.

O homem está muito mais voltado á guerra do que a paz. O homem está muito mais diante da violência do que da santidade. Ele sabe que essa paz só vem de Deus, por isso ele espera Jesus.

As pessoas dizem sempre: "Só Jesus pode mudar este mundo!” Isto é uma grande verdade. O homem por si próprio não consegue mudar, é preciso que Jesus venha até nós. Só que Jesus já está conosco. Ele vai voltar, com certeza, meus filhos. Estamos a caminho dessa grande volta, mas para que Ele venha, Ele quer ver as pessoas movendo-se diante Dele, não é as pessoas mortas diante dele.

Por isso nós estamos num tempo de colher este fruto vindo do Céu, que é a Palavra de Deus. Colocar essa mensagem no nosso coração, começarmos a viver desde agora uma catequese. Preparar bem. Será que nos estamos bem preparados para a volta de Jesus aqui na terra?

Nós sabemos que a necessidade dessa volta é imensa. Hoje as doenças estão destruindo as pessoas, nós vemos as pessoas sofrendo terrivelmente as conseqüências deste mundo brutal, que hoje leva as crianças a não terem infância. Mas, e o homem? O homem está respeitando a Deus?

Quando Jesus fala de um tempo em que a humanidade vai viver a Justiça de Deus, muitas pessoas dizem: “mas o que é essa justiça?” Porque o homem, ele espera a volta de Jesus, mas ele esquece que, para chegar essa volta, nós vamos ter que passar por muitos tormentos; está escrito na Palavra de Deus: “O homem vai viver dias sobre a face da terra, que ele vai desejar não estar aqui presente!”

E vocês já estão nesses dias, nesses tempos em que muitas pessoas estão vivendo a base do medo, da violência; desejando não estar diante daquilo que elas estão vivendo, temos que nos conscientizar, filhos, que esta preparação que nos ensina a sermos tementes a Deus, principalmente os jovens, os adolescentes, que hoje são chamados a uma vida de temor, a uma vida de respeito, a uma vida de entrega e doação; porque ninguém vive aqui por acaso.

Nós temos uma missão, Deus está dando para nós a graça de viver essa missão, nós sabemos que hoje o Céu na nossa vida é tudo o que nós temos de mais importante, de mais bonito. Mas nós sabemos que hoje o mundo precisa ser temente a Deus, filhos.

Por quê a humanidade perdeu a direção? Porque a humanidade não é temente a Deus. As pessoas caíram numa liberdade que está levando as pessoas à doença. O pecado é a pior doença que pode existir. Por mais que seja terrível você ver uma carne ferida; mas uma alma ferida é terrível, porque a pessoa ignora a Deus e ignorando a Deus ela mata a sua vida!

Existem pessoas que hoje simplesmente não têm respeito algum as coisas do Céu, e aí quando começam a vir as conseqüências, porque vêm; Jesus, Ele dá uma meditação muito bonita, Ele diz que: "Quando o homem está sobre o caminho largo, ele nunca pensa que esse caminho vai levar a um abismo, porque ele é largo demais, ele é prazeroso demais, mas de repente o abismo vem”. Porque esse caminho largo não é o caminho do Céu! E ai quando vem esse abismo, que a pessoa cai sobre ele, ela simplesmente perde completamente a noção do viver, do existir.

Porque o bonito da sua vida é você amanhecer o dia e dizer para você mesmo: "Olha eu estou aqui porque Deus quer que eu esteja. Eu não sou apenas um homem revestido de forma humana, eu tenho meus sentimentos, minha alma, meu coração. Deus habita em minha alma, Deus habita em meu coração. Hoje eu tenho tesouros espirituais de tamanha grandeza, e esses tesouros espirituais é o que me edifica, é o que me faz realmente!” Então as pessoas precisam ser mais tementes a Deus.

Por isso, quando nos encontramos aqui, nós devemos refletir sobre o que Deus quer de nós? Porque quando nós ouvimos falar de uma manifestação do Céu, de um acontecimento que nós sabemos ser divinamente celestial, muitas vezes nós dizemos: "O que Deus quer do mundo?”.

Deus quer que os ouvidos das pessoas e o coração das pessoas estejam abertos para escutar a Ele. Porque neste momento quem não escutar a Deus vai sofrer as sérias conseqüências dos finais de tempos, até a grande volta de Jesus. Vocês viverão sobre a dor e o sofrimento, que vai ser muito mais espiritual do que aparentemente físico carnal. E o pior dos piores sofrimentos é o sofrimento que hoje está ai presente na vida das pessoas, e que não existe como esconder esse sofrimento. Ele vai se tornando um tormento tão grande e as pessoas caem em um desequilíbrio total, numa falta total de amor a sua própria vida, a sua própria pessoa.

Por isso que nós vemos hoje tanta crueldade, tanta maldade. Porque as pessoas se perdem diante dos vícios, se perdem diante das drogas, e depois não conseguem se constituírem diante da santidade, diante de Deus.

Então cada um no silêncio do seu coração vai pedir a Jesus neste momento essa graça, de você ser um filho de Deus que tenha temor a Deus verdadeiramente.

Com amor e alegria, eu vou dar a todos vocês a minha bênção.

Neste momento Nossa Senhora abençoa a todos os presentes enquanto cantam: dai-nos a bênção...

Queridos e amados filhos!

Essa benção foi especial para todos vocês, os corações aqui presentes, os peregrinos. Porque Deus é quem trouxe você aqui hoje, para receber essa bênção do Céu. Uma das coisas mais lindas da nossa alma é sermos tementes a Deus, termos amor e respeito à vida. E quem ama e respeita a vida, respeita o Criador.

E hoje nós ouvimos Jesus falar para nós: “que o mundo espera sim a volta de Cristo, mas que as pessoas não têm conscientização de serem tementes a Cristo, tementes a Deus”. Então o que adianta você desejar, esperar, se você não se prepara para isso. Se hoje você não reconhece que Jesus já está no meio de nós, ensinando-nos a sermos cristãos autênticos, pessoas fraternas, unidas com Cristo e com o irmão, em construção verdadeiramente da unidade na face da terra.

Então que o Pai, o Filho e o Divino Espírito Santo, abençoe cada coração aqui presente, e que Jesus continue vos conduzindo a essa grande caminhada para o Reino do Céu, como Ele mesmo disse: "Não adianta se iludir na estrada larga, porque esta não te levará a Vida Eterna".

A quem me ofertou lindas flores, eu dou o meu Coração Imaculado de Mãe.

Deus me chama, e eis aqui a Serva do Senhor!

 

Última modificação em Sábado, 19 Outubro 2013 10:13
Mais nesta categoria: Mensagem de 17 de Junho de 2007 »

radio

Canal de Comunicação Oficial das Aparições de Nossa Senhora de Piedade, no Santuário da Mãe de Piedade ( Vale da Imaculada Conceição) em Piedade dos Gerais - MG .  ©  2012 - 2017 Todos os direitos reservados.

Contato:
Romarias Equipe do Site Perguntas Frequentes Endereço do Vale Pedidos de Oração

Informações: (31) 3721-3966 (Fixo) / 9 8431-0338 (Claro) / 9 9908-3966 (Vivo) 
Mensagens de Nossa Senhora via WhatsApp :
31 9 9695-4716