gototopgototop

Mensagem de 09 de Novembro de 2014

Queridos filhos!

É com muita paz que eu vivencio a linda presença de Jesus, do Pai, e do Espírito Santo no meio de nós. Este é um domingo de paz, um domingo de bênçãos.

Por maior que seja a capacidade que as pessoas têm de amar e de compreender, elas devem estar sempre com o coração aberto para receber a linda presença de Jesus. Só aprendemos o valor da vida quando abrimos as portas dos nossos corações e respiramos essa linda unção da Santíssima Trindade em nós. Esta é uma experiência linda que vocês romeiros e peregrinos estão tendo a cada domingo em que abrem espaço em sua vida para estarem aqui neste pequeno santuário!

Estamos sempre recebendo bênçãos do céu! Cada vez mais nos tornamos iluminados pela grandiosíssima luz do Espírito Santo que, de fato, transforma o nosso coração.

Estamos chegando ao fim do ano da graça, do sacrifício e da Santidade. Jesus faz uma reflexão  bonita, a mesma que fez um dia com os apóstolos.  Ele disse: “O ser humano tem tempo demais, mas se esquece de ter tempo para Deus”.  A criatura faz de tudo,  cuida do seu trabalho e dos seus compromissos e vai se esquecendo de Deus. Mas chega um momento de sua vida em que a pessoa se desperta diante de uma necessidade especial, de uma dor, de um problema. Aí, então, descobre que todo aquele tempo que deu para o mundo, não viveu para si mesma.

Na verdade, a pessoa só ama a si mesma, quando ama a Deus. Há momentos da vida que dedicamos tanto tempo às coisas, mas que nos esquecemos de dedicar tempo ao presente maior que Deus nos concede que é a própria vida! Assim acontece com este ano da graça. Tivemos um ano bonito, um ano de muitas bênçãos, um ano de muitas graças. Foi também um ano difícil para quem é de fato servo de Deus! Foi um ano de muitos ataques, de muitas provações, de muitas perseguições do demônio na vida dos instrumentos escolhidos pelo Céu. Mas nós estamos respirando aliviados neste final do ano da graça, do sacrifício, e da santidade! Muitos não tiveram desde o primeiro momento do ano a felicidade de ouvir estas palavras que estão ouvindo aqui.  Mas ainda têm a oportunidade de abraçar este restinho de tempo para nos prepararmos mais na graça de Deus, vencendo o sacrifício e alcançando a santidade.

Jesus tem nos falado do estado de graça, que é algo que preocupa a humanidade. Há muitas perguntas, muitos questionamentos! O que eu devo fazer para permanecer em estado de graça? O que fazer para ter uma vida mais cercada de luz, mais plena do Espírito Santo, enfim, para ter uma vida mais sabia?

O equilíbrio do ser humano não é o corpo, mas a alma. Se a sua alma não estiver em paz — se a sua consciência não estiver tranquila — seu corpo pode estar em perfeitas condições de saúde, que, mesmo assim ficará doente. Isso acontece quando nos distanciarmos do grande conteúdo que é a graça divina. Esse distanciamento leva o mundo a cair num sofrimento espiritual árduo, pois o equilíbrio da parte física é o nosso ser espiritual! 

Foi por isso que Jesus disse: “Na vida temos que cuidar primeiro do nosso coração, da nossa alma, para que todo o resto esteja completamente saudável”.  Essa é a cura espiritual.  É a cura do Senhor! Foi essa cura que Jesus nos concedeu ao morrer naquele calvário, dando a vida por nós. Ele tirou toda a dor que estava dentro de nós e colocou o amor! O amor de Jesus foi o grande perdão de Jesus para cada um de nós! Então hoje nós temos a graça de  viver esse ano da graça!

Viver a graça de Deus é para poucos! É para aqueles que querem de verdade a santidade!

Isso não é difícil, não é impossível. É algo mais fácil do que a gente pensa! Quando se fala de santidade, das coisas de Deus, às vezes a pessoa entra em uma busca tão tenebrosa, que se esquece de que Deus é Misericórdia. Deus é o contrário daquilo que nós fazemos! Pensamos em Deus como um Deus cruel, um Deus exigente. Mas Deus é um Deus Pai! É um Deus amigo! É um Deus que nos ama, que faz tudo para nos resgatar para a plenitude da felicidade. É aquele Deus que nos conscientiza de que não adianta querermos teimar ser felizes enquanto estivermos errados. É como querer plantar uma semente em uma terra improdutiva. Temos que ter consciência de que a nossa vida precisa dar frutos, seja na família, seja no trabalho, seja no dia a dia, nos anos que passam. 

O corpo envelhece, isso é uma realidade. É uma realidade até difícil de ser aceita. Contemple o caso da rosa! Quando vê uma rosa se abrindo em seu jardim, você fica feliz! Quanto ela se abre você resplandece de felicidade, mas quando cai, você fica triste. Pensa que aquela rosa simplesmente morreu. Mas, na verdade uma rosa nunca deixa de ser rosa, pois, logo em seguida, aparece um novo conteúdo que vai se abrir, que vai virar rosa. E que depois mostra que tem essência, que é o seu perfume.

Assim é a nossa passagem sobre a Terra! A cada ano subimos mais um degrau, e a cada degrau, assumimos uma responsabilidade maior. A criança e o jovem têm suas responsabilidades próprias às suas idades! Mas a pessoa amadurecida já tem de ser plenamente responsável! Isso porque vocês, pessoas amadurecidas, são exemplos para a formação de crianças e jovens felizes. Não adianta você cobrar dos filhos aquilo que  não vive em casa! Você quer santidade, quer felicidade, quer dignidade, quer respeito, mas seus filhos não enxergam em você, aquilo que quer que eles sejam! O melhor exemplo é aquele que se dá! É o que nós mesmos vivemos! Quando você vive aquilo que deseja de seus filhos, se transforma no melhor exemplo.

Eu fiquei feliz quando Deus dedicou este ano à graça. Também fico tão feliz quando vocês dizem: “Ave cheia de graça!”. Isso porque, eu mesma, me vejo cada vez mais na bem aventurança da graça divina. Fiquei especialmente feliz, porque Deus dedicou este ano da graça, a ser também um ano de batalhas, de buscas, enfim, um ano dedicado ao fortalecimento da fé, e ao despertar do ser humano! Aconteceu, então, algo bonito, que foi a grande graça de um povo de Deus com mais sede, mais fome e mais desejo de realizar de fato a vontade de Deus em sua vida.

Como Deus é maravilhoso! Como sempre, a gente pode sentir, pode perceber, pode abraçar a Deus! Principalmente vocês que estão aqui neste local, em que Deus me envia a tantos anos de corpo e alma. Estamos diante das necessidades de todos: da infância das crianças, da felicidade dos jovens, da alegria das famílias, da missão dos sacerdotes, da Igreja que somos todos nós! E vemos que Deus sempre nos presenteia, por mais que o mundo seja difícil. A falta de chuva, a falta de proteção contra as tempestades se deve à desobediência humana. Deus criou o tempo, Deus criou o ambiente, Deus criou a natureza, Deus criou a Terra, mas o ser humano transformou essas bênçãos em sofrimento. Um dos sofrimentos mais presente no dia a dia do ser humano é o sofrimento temporal.

Jesus disse que viria primeiro o sofrimento temporal. Veríamos que a natureza nos iria despertar, pois a criatura não soube amar aquilo que Deus lhe fez por amor. Infelizmente filhos! Isso é uma realidade dolorosa. Até nos dias de hoje, muitas vezes, quando eu estou diante de Deus, diante de Jesus, começo a refletir sobre a linda missão de Jesus, quando caminhou com vocês para salvá-los. Mas, ainda há relativamente poucos corações conscientes daquilo que o Salvador fez por nós, daquilo que Jesus fez por nós.

Algo semelhante ocorre quando refletimos sobre o sofrimento temporal. Deus fez tudo com carinho, fez tudo da melhor forma. Deus não deu para nós o que restou, Ele nos deu o que há de melhor! Pense em um Pai que lhe ama. Ele lhe deu o melhor! Ao olharmos a Terra, vemos como é linda!  Por maior que seja o sofrimento temporal, vemos que as flores ainda conseguem se abrir e o verde consegue aparecer. Isso porque Deus criou para nós o que existe de melhor. Para o filho, Ele deu tudo de bom! Se  pararmos por um momento e fecharmos os olhos, veremos que temos uma inteligência, que nem nós mesmos temos noção do tamanho dessa inteligência. Ele nos deu o Espírito Santo! Ele nos deu o sopro de vida! Ele não nos fez uma forma, Ele nos deu vida. Ele nos fez filhos especiais, amados demais! Se olharmos com atenção, veremos que o amor de Deus por nós é magnífico, é extraordinário, é bendito! Devemos dizer: “Bendito! Bendito é o Senhor! Porque Ele tudo fez por nós!”.

Estamos vendo o sofrimento na Terra, as enfermidades, as doenças espirituais, o desequilíbrio. Você não sabe amar a sua vida, você não sabe amar a sua caminhada aqui na Terra. Só sabe questionar, reclamar. Simplesmente ignora o ponto mais importante da sua vida, a fé. A fé nos move a todos para o bem. A fé move! A fé transforma! Quando Deus criou o mundo, Ele criou tudo perfeito, mas por ganância a criatura foi desobediente desde o primeiro momento que Deus a criou e caiu no pecado. Jesus teve, então, que vir suar sangue para tirar a mancha do pecado da vida de todos vocês. Vemos agora a situação em que se encontra o mundo, que se desmorona. Essa é a verdade!

O primeiro sofrimento que veremos é o temporal. E, logo em seguida, virá o sofrimento material, que já estamos vivendo. É muita enfermidade, é muita tristeza! É um ser humano precisando imensamente de Deus. Pense em suas necessidades, elas são imensas! Você precisa de Deus! Você é de Deus! Você esta aqui de passagem, por isso é que sofre hoje. Tem plena consciência de que você está aqui de passagem! E Deus precisa de você! Ele quer você! Ele não quer lhe perder! Jesus disse: “Quando Eu perco um de vocês Eu perco muito!”. Ele não quer lhe perder, porque Ele ama você! É por isso que Ele nos concede o tempo da Misericórdia!

Também veremos na Terra um grande sofrimento espiritual! Ontem Jesus falou para vocês uma palavra forte. Ele disse que o Coração dEle seria completamente magoado. Então, sabemos que esse vai ser o sofrimento espiritual! Haverá dor no mundo e falta de alegria na Terra! Precisamos nos transformar pela oração e pela Misericórdia Divina! Tudo pode ser transformado! Mesmo que um grande sofrimento se dirija à Terra, Jesus poderá aliviá-lo graças à nossa oração. Mas se a nossa desobediência for grande, nem que Ele queira, Ele poderá nos ajudar. Iremos colher o que nós plantarmos.  Se a nossa obediência for bonita, Ele poderá tirar a tempestade do mundo! Ele poderá retirar o sofrimento que iria magoar o Coração dEle e que iria magoar demais o coração de vocês. Não podemos permitir que o sofrimento espiritual cresça, pois já está excessivo. 

Vemos o mundo com enorme necessidade de paz! Pense bem, se essa necessidade crescer, aonde chegará a humanidade! A que ponto vai chegar a situação do mundo! O ser humano precisa se encontrar com Deus! Numa mensagem linda Jesus disse: “Eu estou esperando por você. Eu estou a sua frente; pense sempre que Eu estou a sua frente, para que possa Me ver e conduzir a sua vida a Mim!”. Ele está à nossa frente nos oferecendo a Misericórdia. Está pedindo que oremos! Pedindo que transformemos esse dor que está vindo em direção ao Coração dEle, e que está vindo em direção ao coração de cada um de vocês. Ele nos pede oração para que a dor não venha. Pela oração nós poderemos evitar essa dor! Ainda temos tempo, neste ano da graça, da oração, do sacrifício e da santidade, de nos unirmos como uma aliança de amor a Deus. Podemos juntos pedir que o Coração de Jesus não sofra essa ofensa. Podemos pedir que essa tempestade de dor não caia sobre o mundo.

Por isso, filhos, é muito importante que você saia daqui e comece a orar, e pedir Misericórdia a Deus, pelo Brasil e por toda humanidade.

Com grande carinho eu quero abençoar a todos os filhos! 

Neste momento, Nossa Senhora abençoa a todos, enquanto cantam: “Dai-nos a bênção...”

Queridos filhos!

Eu abençoei carinhosamente a todos os filhos!

Jesus nos traz essa alegria tão grande! Essa paz tão bonita! Ele nos oferece essa graça de permanecermos em estado de graça! É importante que nos coloquemos sempre na presença de Jesus. É importante que queiramos de verdade que Ele reine para sempre no sacrário em que Ele mais deseja estar, que é o nosso coração. Pense nisto: “O sacrário onde Jesus mais deseja estar é o meu coração!”. Cada um tem que ter sede de se tornar um sacrário vivo onde Jesus possa estar!  Seu coração, sua alma, é o verdadeiro sacrário de Jesus.

Com alegria abençoei os pedidos de vocês. São muitos pedidos, de curas, de libertações. Há muita necessidade. São filhos que se encontram diante de enfermidades espirituais. Abençoei aqueles que estão precisando de proteção em sua família, principalmente de proteção para o matrimônio. Que Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo — a Trindade Santa — guarde e proteja a todos vocês!

A bênção de hoje foi para minha filha Maria Gabriela e para meu filho José Henrique que são os aniversariantes. Abençoo também a todos os outros que estão aqui presentes para que se ofereçam de coração a Jesus. Confiem no Senhor! Como essa criança e esse jovem, e a vida de vocês será de luz e de bênçãos.

O meu Coração Imaculado triunfará, filhos! E vocês farão parte dessa vitória!

A quem me ofertou estas flores mais belas e lindas, eu quero ofertar o meu Coração! 

Mais nesta categoria: « Mensagem 22 de Novembro de 2014

radio

Canal de Comunicação Oficial das Aparições de Nossa Senhora de Piedade, no Santuário da Mãe de Piedade ( Vale da Imaculada Conceição) em Piedade dos Gerais - MG .  ©  2012 - 2017 Todos os direitos reservados.

Contato:
Romarias Equipe do Site Perguntas Frequentes Endereço do Vale Pedidos de Oração

Informações: (31) 3721-3966 (Fixo) / 9 8431-0338 (Claro) / 9 9908-3966 (Vivo) 
Mensagens de Nossa Senhora via WhatsApp :
31 9 9695-4716