gototopgototop
Assine a nossa Newsletter e receba em seu email, mensagens e noticias do Vale Imaculada Conceição!

Mensagem de 06 de Setembro de 2015

            Queridos filhos!

A primeira riqueza que desejo a todos os corações aqui presentes é a paz, é a paz de Jesus! Quando falamos da paz de Jesus, vivemos o amor de Jesus. Ele está aqui no meio de nós na suave e leve brisa mansa, neste dia do Senhor,  neste domingo em que seu Coração abre para nossos corações – para receber cada um de nós. Ele se abre, em especial, para a graça que você veio pedir a Jesus, por intermédio da Mãe de Jesus.

Façam neste momento, no silêncio do seu coração, o seu pedido. Jesus é o amor. Tudo que você pede com fé, você alcança em abundancia. Você alcança mais do que você pediu! Deus é tão bom, que Ele nos dá mais do que necessitamos. Porque Ele é a partilha! Sempre temos a necessidade de partilhar. Somos aquela alma linda que recebe de Deus uma graça, seja a cura, seja a libertação, seja a graça de ser mãe, de ser pai, de ser um jovem feliz, uma criança feliz, uma Igreja Santa.

Essa alma linda vai proclamar a graça recebida. Então você vai partilhar. A partilha não consiste apenas no ato da doação material, mas a partilha também consiste no ato da doação espiritual. Os pais se doam. As mães se doam. Os filhos se doam. O mundo é um grande gesto de plena doação. O maior, O mais simples, O mais santo, doou a vida para que cada um tivesse vida plena. O amor que Jesus tem por você é um amor grandioso, é um amor santo, é o amor mais bonito que existe. Porque é o amor que se entrega. É o amor que não se mede. É o amor que quanto mais você ama, mas você vence. Quanto mais Jesus amou a cruz, mais Ele vencia a grande batalha daquela cruz, o grande sofrimento daquela cruz. Que não estava no peso de uma cruz da madeira, mas nos pecados da humanidade!

O grande sofrimento da cruz está no quanto a humanidade fere o Coração de Jesus, e fere seu próprio coração, por ignorar essa linda graça, que é Deus Pai, Deus Filho, Deus Espírito Santo no meio de nós.  Estamos vivenciando uma tarde em que o mundo precisa tanto de oração. Como Mãe –que olha não só para o Brasil, mas para o mundo – eu lhes peço que, neste momento ofereçam, depois dos pedidos que fizerem, uma prece, um pedido a Jesus, pela paz na Terra. Podemos dizer a Jesus aquilo que eu sempre falo ao meu amado Filho, que o sofrimento está dolorosíssimo. O que Jesus mais ama é cada um dos seus irmãos, e são justamente eles o alvo que o próprio ser humano não sabe amar. Vejam o abandono, o desprezo aos jovens, às crianças, aos idosos, às famílias necessitadas. Todos precisam receber um gesto bonito que se chama amor.

Nesta mensagem vamos refletir sobre como resgatar o amor para as nossas vidas e curar a enorme ferida do abandono. Não conseguimos ir sozinhos ao nosso próprio coração. Jesus tem que está conosco, Ele tem que estar do nosso lado, perto de nós, para que possamos ter consciência de que Ele vai curar a ferida que mais dói – e que não alcançamos sozinhos – que é a ferida interior. Mas Jesus é a nossa cura. Que Ele venha resgatar, com toda a sua misericórdia de amor e de bondade, o amor para as nossas famílias. Que Ele venha resgatar o amor na Terra.

O Céu nos fala e nos ensina que há tanta agressividade contra as crianças no ano dedicado a elas. As crianças já estão participando de seus lindos apostolados de evangelização com seus pequeninos rosários nas mãos, orando, suplicando paz, dobrando os joelhos, muitas vezes com os olhos cheios de lágrimas. São as crianças as que mais sofrem por causa do desamor na Terra. São as que mais sentem. Jesus disse que a pureza do coração de uma criança não pode ser comparada à do coração do adulto. A criança sabe perdoar de uma forma tão sublime, e não guarda sentimentos que causam dor e sofrimentos. A criança é muito pura.

Temos aqui hoje tantas crianças, representando as crianças do Brasil e do mundo.  Ao olhar para elas, vocês deveriam pensar como está sendo a nossa conduta com as crianças na Terra. As crianças não estão tendo esperança, não estão tendo liberdade para viver. Desde pequeninas estão tendo que fugir, porque foram condenadas a morrer.

O ser humano deixou que a ganância – ou a falta de discernimento espiritual – o impedisse de ter uma vivência da religiosidade.  É o amor que nos mostra que não basta apenas dizer que acredita, mas temos que viver a essência daquilo que Cristo é. Precisamos viver a religiosidade do amor de Cristo em nossa vida! Temos a grande missão de sermos Igreja. Ser Igreja ser testemunha de Cristo. E onde está o testemunho de amor a Cristo no coração desses inocentes que não estão tendo liberdade para viver? Que não estão tendo a felicidade de crescer? Está sendo tirado deles, arrancados deles, o brilho da felicidade. Deus deu a eles a graça de poder estar aqui na Terra. Ninguém nasce por nascer. Mas as crianças estão sem a felicidade de poder viver. Estão completamente no vazio, no abandono. E Jesus disse: “Dediquem o ano da paz às crianças!”.

Temos resposta para esse sofrimento? Onde está o amor e o zelo pelas nossas crianças?

O ser humano tem tanto amor pela natureza, e deve ter, porque foi criada por amor! Deus a criou para que as pessoas fossem felizes, mas a criatura luta por tudo, menos por si mesma. Onde está o amor das pessoas pela própria vida? Pelo seu ser semelhante? Onde se encontra uma sociedade coerente em suas atitudes e ações? Onde as pessoas querem chegar com tanta ganância?

Jesus disse: “Você vai chorar suas lágrimas de ganância, porque verá que aqui na Terra vai faltar o que existe de mais importante para você, a paz!”. Precisamos dessa paz, desse fermento que nos leva à paz, que nos leva a Jesus, ao Pai e ao Espírito Santo!

Onde estão as nossas mãos dadas, a nossa fé, a nossa vivencia do Cristo Jesus na Eucaristia?

Você recebeu Jesus e sabe que Jesus não está em você apenas por estar, mas  para fazer uma obra de evangelização em sua vida.

O mundo está doente! Nunca esteve tão doente! As pessoas nunca estiveram tão feridas, com tantas cicatrizes principalmente na alma. As agressões, o abandono, o desprezo, a ignorância, o orgulho, o ego, a vaidade, o egoísmo. Coloque-se nas mãos de Deus. Seja uma alma reparadora do Sagrado Coração de Jesus. Peça pelos inocentes, pois este é o ano deles.

Por que é o ano deles? Porque é um ano bonito, mas é um ano triste. É um ano no qual devemos amar e respeitamos a cada um como filho de Deus –imagem e semelhança de Deus – porque o corpo é uma forma, mas a alma é vida para sempre.  Essa alma que é vida para sempre precisa de zelo, de cuidado, de carinho, de respeito. Ela não morre. Se você não se despertar para essa realidade, cairá amargamente no sofrimento eterno. Foi por isso que Jesus disse; “Olhe! Este mundo é apenas uma passagem, mas o que vem depois que você passar sobre ele é eterno!”.

Você tem que refletir sobre o seguinte: “E o amor na minha vida? E o gesto de amar e de respeitar, o gesto de construir? O gesto de ser uma sociedade que não destrua, mas que construa?

Se Jesus viesse hoje ao nosso encontro, o que Ele veria sobre a Terra? Uma humanidade destruída. Por isso ele está enviando a sua Misericórdia. Ele quer ver uma humanidade que seja forte, que vença. A batalha é grande! É mais fácil cultivar uma Terra seca e plantar o fruto do que cultivar corações. A humanidade não escuta os clamores do Céu. É uma humanidade que não se desperta ao temor e ao respeito pela vida. Uma humanidade que não sabe ser temente a Deus. Não sabe ser temente Àquele que criou tudo, para que pudéssemos ser plenamente felizes, plenamente. Jesus disse: “Eu vim para que todos tenham vida, e vida em abundancia, vida plena!”.

No silêncio do seu coração, você vai encontrar com Jesus e pedir a Ele esse amor. O amor que o Brasil precisa. O amor que o mundo precisa. O amor que é a grande cura, que é o grande milagre. Jesus é o grande amor. Jesus é o grande milagre. Peça a Jesus que restaure a sua fé, a sua confiança, o seu amor, a sua família, o seu respeito pela família, o seu respeito pelo próximo. Cada um tem sentimentos. O ser humano não é de papel, mas a imagem e semelhança de Deus. Não é um objeto, uma maquina, mas tem sentimentos. E sabe que esses sentimentos fazem fluir a sua essência.

Se a pessoa está sofrendo, ela não tem forças, não tem coragem. Por isso é que ela precisa encontrar Deus, que é o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Deus a fortalecerá na fé, na confiança, na simplicidade, na coragem. Que Ele lhe dê o animo, necessário para você se levantar. O mundo se derrete em lágrimas, cansado de ver tantas tristezas sobre a Terra. As notícias tristes chegam até vocês devido ao grande avanço da ciência humana.  Sim, a ciência avançou, mas se esqueceu de avançar na direção do maior sentimento da vida: o amor! Esqueceu-se do amor! Esqueceu que, sem o amor, você pode ter a maior ciência para elaborar a maior construção, mas se não colocar o amor no que fizer, não terá a essência necessária para fazer o bem àquele que precisa do bem, que é o próprio filho de Deus, o próprio ser humano revestido de uma forma. Mas, essa forma está cheia do Espírito Santo, ao qual fomos conduzidos por Jesus por meio do Santo batismo.  

Precisamos recorrer ao Pai, ao Filho, ao Espírito Santo, e pedir: “Pai, Filho Espírito Santo, nos abençoe, nos fortaleça na fé, perdoe as feridas que a criatura tem tristemente cravado no seu Coração e no coração dela mesmo”.

Ninguém pode nega o tamanho do sofrimento sobre a Terra. E Jesus já nos disse: “A grande justiça de Deus virá sobre a Terra!”.

Temos de nos converter enquanto ainda estamos recebendo a Misericórdia Divina. Eu lhes digo de coração que já não é mais o tempo da Misericórdia, porque Deus já lhes deu tempo demais. Mas, enquanto ainda recebem a Misericórdia, convertam-se filhos! Se não buscarmos a conversão veremos muitas tristezas sobre este mundo.

Com grande carinho e amor eu quero abençoar a todos os filhos!

Nossa Senhora abençoa todos os presentes, enquanto cantam: “Dai-nos a benção, Mãe de bondade, Nossa Senhora de Piedade...”

Queridos filhos!

Com grande amor abençoei a cada um de vocês, aos seus corações. A mensagem de hoje nos fala do amor. Para que cheguemos a esse amor, temos de ouvir bem.

Jesus nos mostra para onde o mundo está sendo conduzido: para a dor e para o sofrimento.  O mundo não para, não silencia, não reflete, não busca pelos seus valores, e não vê o valor de cada indivíduo. É preciso lutar em defesa da vida humana e ter a graça da proteção e do carinho.

Eu me senti tão feliz quando Jesus falou das crianças porque eu amo as crianças, como uma mãe deve amar e proteger os inocentes. Fico imensamente grata ao Coração de Jesus, por nos ensinar a amar e por abrir os nossos olhos. Ele já disse claramente que nós não temos mais tempo, apenas temos a Misericórdia. Isso é algo profundo e sério demais. O Céu não se calará diante da situação em que se encontra o mundo.

É importante que possamos, através deste encontro com Jesus, neste grande momento em que Ele nos fala, permitir que Ele seja a paz para a nossa vida, que Ele seja o amor para o nosso coração. Vamos sair daqui com o propósito de amarmos, de lutarmos, não só por um Brasil mais humano, mais feliz, mais cheio de paz, mas também pelo mundo, por toda a humanidade. Junto do Pai, do Filho e do Espírito Santo, junto de Jesus, que é a brisa mansa, que vocês encontrarão forças para essa grande vitória.

Parabenizo a todos os aniversariantes. Que Deus dê um lindo presente aos filhos que hoje comemoram seu aniversário e a todos que durante este mês completam anos de vida. O presente que eu desejo para vocês é que Jesus lhes conceda a graça de nunca deixar de amar. Que o amor seja a maior fonte de vida para o seu crescimento na fé e no temor à Santíssima Trindade. 

A quem me ofertou as flores mais belas e lindas, eu lhe quero ofertar a Sagrada Família de Nazaré, consagrando as famílias e principalmente as crianças aqui presentes à Sagrada Família.

O Céu me chama, eis aqui a Serva do Senhor!

 

Última modificação em Quinta, 10 Setembro 2015 20:28

radio

Canal de Comunicação Oficial das Aparições de Nossa Senhora de Piedade, no Santuário da Mãe de Piedade ( Vale da Imaculada Conceição) em Piedade dos Gerais - MG .  ©  2012 - 2017 Todos os direitos reservados.

Contato:
Romarias Equipe do Site Perguntas Frequentes Endereço do Vale Pedidos de Oração

Informações: (31) 3721-3966 (Fixo) / 9 8431-0338 (Claro) / 9 9908-3966 (Vivo) 
Mensagens de Nossa Senhora via WhatsApp :
31 9 9695-4716