gototopgototop
Assine a nossa Newsletter e receba em seu email, mensagens e noticias do Vale Imaculada Conceição!

Mensagem de 18 de Outubro de 2015

Queridos filhos!

É com grande alegria e amor que, neste momento, acolhemos o Céu em nossa vida, e sentimos o quanto é bonito e importante quem acolhe e vive a Palavra do Senhor.

Hoje é o dia do Senhor, e este lindo mês é o mês do Santo Rosário. Eu louvo a Deus pelos filhos que aprenderam a orar o Santo Rosário e que têm a alegria de sempre viver essa graça. Nem sempre a pessoa busca ter conhecimento do quanto é belo o caminho do Senhor. O Rosário nos faz estar na presença do Senhor. É mais do que colocarmos os pés no caminho que é o Senhor, o Rosário nos faz viver a plenitude da presença do Senhor em nós.

Um jovem que ora é um jovem feliz.  Vocês estão podendo sentir a alegria das crianças, através do Santo Terço das crianças, porque elas estão sentido o quanto é bom estar perto de Deus. Elas estão sentindo o quanto é bom fazer parte de um grupo que ora o Santo Terço. Assim também é você, que no Santo Terço, procura vivenciar o Santo Rosário.

O Santo Rosário é a reflexão completa da vida de Jesus, nosso Salvador. Temos alegria de fazer uma linda reflexão nos mistérios da luz. Foi uma luz que acendeu diante da vivência do Santo Rosário, a plenitude da misericórdia nos finais dos tempos. Em cada mistério você vai meditando da anunciação até a ressurreição. E, por uma grande sabedoria, sob a ação do Espírito Santo, Deus nos concedeu, no Santo Rosário, a graça da reflexão dos mistérios da luz. O mundo está precisando de luz. O mundo está apagado: as famílias, os jovens, as crianças. O mundo precisa compreender que Jesus é O milagre, que o Sangue de Jesus é a nossa libertação, que esse vinho que Jesus Cristo é para nossa vida, é o próprio Sangue de Jesus em nossa vida. Esse Sangue nos faz irmãos fraternos e nos dá coragem!

O Santo Rosário também – principalmente os mistérios da luz – faz com que o mundo se desperte nestes finais dos tempos.

O Céu me fez a Serva Mãe que veio iluminar os filhos. Neste tempo da Misericórdia, a Mãe está aqui olhando para vocês e falando da reflexão do Santo Rosário, no mês do Santo Rosário. É mais do que digno fazermos essa reflexão dos mistérios. Faz-nos ver que a Mãe sempre entregou à Jesus as necessidades dos filhos necessitados da humanidade. Na reflexão, se contempla quando eu, como Mãe, pedi a Jesus com carinho que olhasse para aquela festividade e, na verdade, transformasse a vida daquela família. E, Ele fez a grande transformação contemplada no mistério que refletimos no Santo Terço da luz.

Então temos vários momentos para refletimos e vivermos os mistérios luminosos, que ilumina todos nós, até chegarmos a esse momento em que estamos vivendo, que são os finais dos tempos.

A grande arma que você terá para se defender,  defender a sua família, defender o jovem, defender as nossas crianças, defender o seu país é a oração do Santo Rosário.

Se vocês olharem para mim e perguntarem: “Mãe o que podemos fazer para mudar essa situação do mundo?”.

Vou pedir-lhes que rezem o Santo Rosário. É o que eu já pedi em vários lugares que Deus me conduziu e já não me conduz mais. Nesses lugares, a presença da Mãe e do próprio Jesus permanece ali firmemente, fazendo milagres acontecerem, trazendo a transformação, a conversão.

Então, o grande pedido da Mãe é o Santo Rosário! E não é só pedir, é ensinar meus filhos a orar o Santo Rosário. A ensinar meus filhos a viver o Santo Rosário! É o que eu faço aqui desde o início deste grande Santuário, neste Vale, pequeno aos olhos humanos, mas grande para mim, como Mensageira de Deus. Eu vejo aqui o mistério de Deus sendo realizado para a humanidade nestes finais de tempos. O grande pedido que eu fiz quando a porta voz ainda era criança, há tantos anos atrás foi à oração do Santo Terço, para que vocês pudessem, através do Santo Terço, chegar à oração do Santo Rosário. No Santo Rosário vocês refletem, para vida de vocês, aquilo que é a própria essência de vocês. É como relembrar de sua trajetória, desde a infância até o momento presente. É tão bonito revivermos os bons momentos da vida.  É importante reviver até mesmo os momentos difíceis. São eles que farão você crescer para a vida e amadurecer para entrar no Céu.

O Santo Rosário é a reflexão de Jesus em nossa vida. É a grande unidade que Jesus quer ter conosco. Ele sempre quis estar conosco. Por isso, não só morreu, mas se tornou a Ressurreição. Com a morte na cruz, Ele não encerrou a sua missão, mas se tornou O alimento. Ele está no meio de nós. Ele vive no meio de nós. Ele reina no meio de nós! Ele se utiliza do próprio ser humano, porque Deus precisa de nós. Poderia fazer tudo sozinho, mas Ele deseja e precisa do crescimento dos filhos. É a mesma coisa do pai que vê o filho crescendo, vê que o filho tem vontade de se tornar uma criatura capaz. Ainda como criança, ela é muito necessitada da proteção do pai, da proteção da mãe, mas quando cresce, quer ser alguém. Então Jesus quis fazer de nós alguém, por isso Ele se tornou O alimento maior. Ele nos deu o Santo Batismo e nos fez participar de todo o crescimento na fé. A nossa vida não é uma história. A nossa vida é uma caminhada com a finalidade de estarmos com Jesus na vida eterna. Não estamos aqui desempenhando um papel sobre a Terra. Estamos aqui cumprindo uma missão sobre a Terra.

É importante lembrar que a cruz é do missionário. Aprenda sempre isso. A cruz é sua. Ao fazer o bem e a justiça, a sua cruz fica maior e mais pesada, mas você terá júbilos no Céu e a proteção de Deus sobre a Terra.

Jesus disse: “Mil vezes uma chaga sobre a nossa carne do que uma só vez a chaga sobre a alma!”.

Que venha a batalha, que venham as perseguições, que venha toda cruz, mas que nossa alma esteja em paz. Como nós refletimos ontem na mensagem na qual Jesus pediu claramente que vencêssemos o barulho que o demônio está fazendo em nós. Nossa mente, nossos atos, nossas palavras, nosso convívio familiar, está sempre cercado dos pecados capitais. Estamos cercados pela maldade e pelas ciladas do demônio, por isso é que  temos que estar com o Santo Rosário na mão e orar. Temos que orar pela família maior que é a Igreja. Por quê? Porque o Espírito Santo a conduz, mas o demônio a persegue. Então temos que orar. Jesus deixou essa força para nós. Ele deixou essa arma para nos defender da pior maldade: o demônio. Então, vamos orar pela Santa Igreja, orar pelas vocações!

As pessoas pensam assim: “a família está em sofrimento”.  Há também sacerdotes sofrendo, em conflitos, em batalhas, em lutas. É preciso orar sempre pelas vocações, sejam matrimoniais, sejam missionárias, sejam religiosas. A vocação religiosa é a vida sacerdotal, é a entrega total a Deus. É a entrega aos desígnios de Deus, para que Deus realize o milagre na humanidade.

Vocês perguntam: “Como é esse milagre?”.

É o mesmo milagre que Deus continua realizando nas famílias. Quantos filhos nascem pelo mistério da Sagrada Família, pela proteção da Sagrada Família. Deus nos fez família e nos deu unidade. Deu ao homem a missão, deu à mulher a missão, deu os filhos a missão. Assim também Deus deu a missão ao sacerdote, a missão de ser pai, de ser pastor, de ser orientador.

Precisamos orar muito, porque estamos nos finais de tempos!

A humanidade confunde os finais de tempos e foca no fim do mundo. Se fosse o fim do mundo, seria mais fácil. Mas, o que está acontecendo nos finais de tempos é que o demônio quer destruir você, filho de Deus. Quer destruir as famílias, destruir seus valores, e levá-lo ao abismo da ignorância. O abismo da ignorância é quando você passa a viver para o mundo e se esquecer de Deus. Você só se desperta quando vem o sofrimento.  Só acorda quando vem à dor. Só pensa quando sabe que está chegando a sua hora. Mas a humanidade não pode viver assim. A humanidade tem que ser forte e capaz.

Colhemos o que plantamos.  Quanto mais coisas lindas plantarmos nesta passagem, mais chuvas teremos, mais teremos aquilo que necessitamos, mais teremos países cheios de graças, mais teremos governos justos. Enquanto as pessoas viverem na individualidade, pensando só no seu próprio bem, julgando demais, perseguindo demais, não terão paz. As pessoas colhem o que plantam!

Não adianta pensar: “Eu quero colher um jardim de rosas!”.  Se você estiver plantando um jardim de mágoas, ressentimentos, ódios e ira, não colherá rosas.

Jesus sempre nos mostra o que é preciso fazer: vamos zelar, cuidar e pensar mais em Deus. O mundo precisa da grande restauração do coração das pessoas, da alma das pessoas. Essa é a grande missão da Mãe, que luta com seu pequeno terço nas mãos, ensinando o mundo a rezar e principalmente a agradecer a Deus pela vida.

Por mais, que haja dificuldades, há também muitas bênçãos, há o vento que passa, há a paz que podemos sentir neste pequeno Santuário, há a alegria da partilha, da fraternidade, há o convívio do amor.

Aqui você pode respirar a paz, no dia de domingo, numa tarde abençoada, em meios a tantas batalhas. Pode sentir esse perfume de Deus entrando em sua vida. Aqui você agradece a cura que já alcançou. Não só a cura física, mas a do coração, a cura da alma, a vontade que você tem de seguir, mesmo que o demônio faça tudo para lhe desanimar. Eu fico maravilhada quando vejo um filho perseguido ficando mais forte. Em vez de ficar ressentido, cheio de magoas, ele fica mais forte! Isso é sinal da pessoa que teme a Deus, que ama a Deus e que carrega a sua cruz.

Algo que vocês deveriam explorar mais como cristãos é a vida dos santos. Eles tiveram uma vida de batalhas, de lutas, de julgamentos, de críticas, de perseguições, ao máximo. Tudo isso chegou ao máximo que vocês podem imaginar. E, mesmo assim, conseguiram superam os ataques, porque se tornaram gigantes. Quanto mais forte era a batalha, mais fortes eles ficavam. Não era motivo para eles se entristecerem, era motivo para eles agradecerem. E eles sorriam! Eles louvam, bendiziam ao Céu! A batalha era grande, mas o amor de Deus era maior. A força de Deus era maior!

Os santos tinham uma ligação tão íntima com o Céu, que eles não temiam a morte. Não temiam a cruz. Não temiam as batalhas. Não temiam a injustiça, porque tinham sede de Deus.

Temos  que refletir que em nosso meio há os santos, que vão ser santos, que vão ser sempre criaturas heroicas, fortes, guerreiras, capazes.  Renunciar a este mundo de hoje não é fácil. Não é fácil deixar a estrada larga, cheia de prazeres deste mundo em que as pessoas não se identificam com o Senhor.

As pessoas vão umas pelos outras: “Como todo mundo está errando, então vou errar também!”; “Como todo mundo está pecando, então vou pecar também!”; “Como todo mundo está desunindo em lares, então vou desunir o meu também!”.

As pessoas não podem ser assim! Precisam orar o Santo Rosário. Quando a pessoa ora o Santo Rosário, em vez de pensar dessa forma, vai pensar diferente. Vai rezar por aquele que não valoriza mais as leis de Deus e orar pelas famílias que não estão unidas, porque é triste ver tantos filhos chorando pela ausência de seus pais. Precisamos fazer do Santo Rosário a nossa força!

Jesus disse: “Eu sou a última tábua de salvação! Eu sou a Misericórdia!”. Quem ora o Santo Rosário é uma alma misericordiosa, porque está se apegando a Jesus, se apegando ao amor de Jesus e crescendo na fé; tendo mais força para receber a Eucaristia e para louvar ao Senhor.

Sabemos o que é certo, e o que é errado; o que é bom e o que é ruim. O que é bom traz paz e leveza. O que é ruim traz peso na consciência e você fica murmurando o mesmo sofrimento: “Será que estou certo?”. Se fizer essa pergunta é porque você já está errado.  Mas quando você está certo, fica feliz, agradecendo e glorificando a Santíssima Trindade.

Jesus disse: “Nada lhe perturba quando você está em paz!”. Quando falta paz, tudo lhe perturba. Qualquer barulho é motivo de perturbação. Foi por isso, que Jesus nos pediu o silêncio interior, nos pediu crescimento no silêncio interior.

Você, que já recebeu Jesus Eucarístico hoje, viva Cristo que está em você. Peça a Jesus que te tome pelas mãos, que enxugue as suas lágrimas, que levante a sua família, que cure seu filho jovem, que liberte a criança que está cheia de ressentimentos, de tristezas, com lágrimas nos seus pequenos olhos. Deus é a luz da nossa vida. Ele é a Arca que nos unirá, e que nós protegerá!

Os tempos finais são os tempos em que o demônio quer destruir o bem, a graça, a paz, o amor, mas a Misericórdia de Deus é a força que nos sustenta.

Cada um no silêncio do seu coração, vai se restaurar em Jesus. Vai pedir a cura que veio buscar, a graça que veio buscar. Estamos vivendo um ano cheio de batalhas, cheio de sofrimentos, mas também um ano cheio de graças. Um ano em que as crianças estão se despertando a alegria de orar. Elas estão orando com alegrai. Elas descobriram a alegria de saborear os mistérios da graça, que é o nosso Salvador Jesus. Até nos dias de hoje, Ele continua salvando você, lhe iluminando, conduzindo, alimentando, dando força, dando coragem, tirando a tristeza, curando da depressão. Ele é o nosso Salvador!

Vamos glorificar a Jesus! Vamos louvar a Jesus, todos vocês que estão com seus terços nas mãos! Vamos glorificar a Jesus, neste mês do Santo Rosário. Vamos pedir a Jesus que faça com que o mundo ore mais, que faça com que o Brasil ore mais.  Grande parte das pessoas na Terra não sabe o que é o Rosário. Essa é a realidade. E você que sabe, e que ora, vai dizer para Jesus o quanto você é feliz, porque ora. Pois, a oração é a arma que você tem para defender a sua vida santa e a sua família contra todas as ciladas e maldades do inimigo.

Com grande carinho eu quero abençoar a vocês e abençoar novamente seu pequeno terço, seu rosário, para que ele seja fonte de força na sua missão. Por isso com grande carinho eu vou dar a todos a minha bênção.

Nossa Senhora abençoa todos os presentes, enquanto cantam: “Dai-nos a benção, Mãe de bondade, Nossa Senhora de Piedade...”

Queridos filhos!

Eu abençoei carinhosamente a todos vocês.  Jesus também nos abençoou, e a seus pequenos terços, seus pequenos e lindos rosários. Ele abençoou principalmente a perseverança de vocês.

Jesus disse; “Às vezes é tão fácil tocar e enxergar, mas tão difícil sentir e viver!”. Os terços já estavam abençoados, mas, hoje, vocês estão recebendo a graça destes terços serem abençoados novamente; receberem uma bênção a mais neste mês do Santo Rosário.

Vivam o Santo Terço! Com ele, vocês oram, agradecem e fazem reflexões belíssimas. Enfim, é a arma que vocês têm para lhes dar força nesta grande batalha dos finais de tempos.

Parabenizo aos aniversariantes e aos romeiros aqui presentes. Fico muito feliz, fico maravilhada por ver aqui filhos com tanta sede de Deus. Que Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo lhes abençoe e fortaleça sempre!

A quem me ofertou estas belas flores, eu lhes digo que sempre peço a Jesus que as abençoe. Assim servem também de instrumento de cura e libertação dos enfermos, dos doentes espirituais, das mães e dos pais. Que vocês as levem com carinho.  Tenham certeza que, com elas, vocês estão levando a bênção. Recebam agora essa bênção, porque o Céu tem nos dado tanto.  Eu sei que a humanidade só dará valor quando já não mais existirem tantas graças vindas até nós por intermédio do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

O Céu me chama e eis aqui a Mãe de Piedade, a Serva do Senhor!

 

 

Última modificação em Terça, 27 Outubro 2015 13:20

radio

Canal de Comunicação Oficial das Aparições de Nossa Senhora de Piedade, no Santuário da Mãe de Piedade ( Vale da Imaculada Conceição) em Piedade dos Gerais - MG .  ©  2012 - 2017 Todos os direitos reservados.

Contato:
Romarias Equipe do Site Perguntas Frequentes Endereço do Vale Pedidos de Oração

Informações: (31) 3721-3966 (Fixo) / 9 8431-0338 (Claro) / 9 9908-3966 (Vivo) 
Mensagens de Nossa Senhora via WhatsApp :
31 9 9695-4716