gototopgototop

Mensagem de 02 de julho de 2016

Queridos filhos!

Com grande amor e sabedoria, fico feliz – como Mãe, como Mensageira da Palavra de Deus – de poder confiar a vocês esta graça tão linda que é estar na presença de Deus.

Hoje, na presença de Deus, vamos abrir a porta do nosso coração. Pelo nosso coração entram todas as coisas boas da vida. O coração é aquele que consegue sentir a presença de Deus e a alma é a essência do viver a presença de Deus.

Aqui você está em estado de graça, neste momento em que você está presente em oração – as crianças, os jovens, os pais, os missionários, filhos escolhidos do Pai – para vivenciar esta tarde junto à Mãe de Deus, que tanto lhes ama, e que é também a Mãe de vocês. Eu gostaria que vocês sentissem o quanto eu amo vocês. Eu sou a Mãe de vocês!

O nosso coração é a riqueza que consegue sentir essa emoção. Não falo de um coração de carne, mas de um coração que nos faz semelhantes a Deus. A essência de nossa vida é Deus. O ser humano não é só barro, matéria, pó, mas tem vida, tem sentimentos, tem alegria, tem reação, tem coragem, tem fé! O ser humano é de Deus.

Quando você vê que na batalha da vida o inimigo quer lhe derrubar, quer lhe mostrar que você é fraco, seja forte! Mesmo quando o inimigo lhe perseguir de todas as maneiras e tentar levar você ao desânimo, seja forte! Porque você é um instrumento de Deus. Seu coração consegue sentir o perfume de Deus.

Quando eu falo da essência da vida, é necessário que a pessoa descubra essa essência. Isso é necessário para que a pessoa adquira o fundamento da fé. A fé é um mistério lindo e Deus se realiza em nós por esse mistério. Inclusive a Eucaristia que é Jesus Cristo, é fruto desse mistério da fé. Esse foi um mistério realizado por Jesus como prova de amor a todos os corações e almas, porque Ele desejou permanecer intimamente conosco. Ele desejou viver e reinar no maior sacrário do mundo: o nosso coração, a nossa alma, a nossa vida! Isso foi o que Deus nos deu, que é semelhante ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo (coração, alma e vida) para que pudéssemos, sentir pelo coração e viver com a alma.

Isso é um mistério, um mistério que ninguém conseguirá entender nem explicar com palavras, é um mistério de fé. Mas, vocês podem fazer uma experiência bonita. Você que é pai ou que é mãe, e tem um filho que ama imensamente. O filho é um pedaço seu, então, seu coração sente um amor enorme pelo filho e a sua alma se doa àquele filho. O sentimento está no seu coração e a doação está na sua alma.

Os bons sentimentos nascem no coração, para depois chegarem até à alma. Foi por isso que Jesus disse que toda pessoa caridosa e de oração – pessoa que faz o bem – entra no Reino de Deus. Salva a sua alma! Toda alma precisa da essência do coração, da essência desse sentimento puro e doce que nos livra de toda a malícia, de toda a malícia e perseguição maligna.

Nesta mensagem, convido aos meus filhos a viver essa essência do coração, a refletir sobre esta mensagem, a acolhê-la com o coração. Esta mensagem precisa produzir na vida de vocês a essência da vida. Vocês precisam sair daqui com a coragem necessária para conduzir seus filhos, seus jovens, suas famílias e a Igreja – que somos todos nós.

Você que está precisando dessa essência, você que amanheceu o dia se sentido fraco, sem coragem, desanimado, perdido – mas a quem Deus mostra que, pelo contrário, você é um instrumento forte, mesmo diante da dor. É por isso que a pessoa de fé consegue viver o mistério da entrega.

Entrega a sua vida para Deus, entrega a sua família para Deus, entrega os seus filhos para Deus. Todos vocês pertencem a Deus. Todos! A vida de vocês pertence ao Pai. É por isso que num instante vemos a luz do sol, e, de repente, no outro, vemos o anoitecer. Tudo passa tão rápido, tão ligeiro, mas a essência da fé, o sentimento puro da fé, nos leva a viver uma vida contemplativa.

Estamos no tempo de contemplar a Misericórdia Divina. Essa contemplação da Misericórdia para muitos é apenas estar diante da imagem de Jesus, diante dos Raios da Misericórdia. Mas a contemplação da Misericórdia é muito mais do que isso, é você estar nas entranhas do Coração de Jesus. É quando seu coração tem a experiência de estar no Coração de Jesus e a sua alma vive essa experiênciaa experiência de ser bom, de ser manso!

Muitas pessoas me perguntam: “Mãe, o que é ser bom?”.

O pai que ama, se ele é bom, ele educa. O sentimento de ser bom não significa que a pessoa vá apoiar os erros dos filhos, não! Ser bom é ser uma pessoa que corrige os erros. Ser bom significa ter um coração que procura sentir coisas boas para você, para sua casa, para a sua família. Aquilo que lhe é prejudicial, você não quer. Não quer esse mundo de injustiças que existe hoje. Claro que não!

Quer um mundo onde as pessoas roubam e matam?

Claro que não! Você quer um mundo doce, cheio de misericórdia, onde as pessoas sejam de Deus, amigas, fraternas, serenas. Você quer um mundo onde as crianças tenham a liberdade de viver, o jovem a felicidade de viver e a família tenha amor pelos seus membros. O melhor sentimento é aquele que nasce em nosso coração. Nasce quando estamos diante de Jesus, diante da imagem de Jesus, e vemos um Jesus bonito, com os Raios da Misericórdia, mas isso não é tudo. O que importa, de fato, é ir além da visão da imagem, chegar ao conhecimento desses raios, atingir a essência desse Cristo Misericordioso, que deseja estar em nós e viver em nós – que almeja nos auxiliar nesta grande missão e jornada da vida. Ele é aquele que deseja enxugar nossas lágrimas e nos ajudar nos momentos das batalhas difíceis, das dúvidas, das incertezas, das dores. Jesus será a Misericórdia para todos. Conhecer Jesus Misericordioso é viver com os irmãos.

Por que hoje é tão difícil viver com os irmãos?

Uma das dificuldades maiores é a convivência. As famílias estão em pedaços. A juventude está em pedaços. As crianças estão em pedaços. Isso acontece porque está faltando a essência do coração e da alma. O corpo é uma forma, mas a essência da vida do filho de Deus é o seu coração e a sua alma. Se o coração não sente e a alma não vive, o corpo se espedaça. Mas se o coração sente, e a alma vive, o corpo vive a essência da missão. O pai será responsável. A mãe será responsável. O jovem será responsável e a criança terá a alegria de uma infância feliz – responsável também!

Quero lhes falar da essência da missão. Vocês precisam viver essa essência. A grande dificuldade dos homens é conviver com as pessoas. A humanidade está vivenciando um tempo de pecados, de trevas, de ego, de arrogância. Está faltando humildade nas pessoas.

É por isso que Jesus lhes disse no começo deste ano: “Não adianta o Santo Padre dedicar o ano à Misericórdia se vocês não tiverem humildade para estar nas entranhas do meu Coração”. Essas foram as palavras de Jesus. Jesus vê o nosso tempo. Estou aqui vivendo com vocês o tempo que estão vivendo hoje. São tempos em que o Brasil e o mundo sofrem as desigualdades e as consequências da injustiça. Estamos em um tempo em que as pessoas têm ganância pelo poder e não vivem a solidariedade. Não vivem a fraternidade do Cristo que é Misericórdia e amor.

Jesus fez o apelo da fraternidade a Santa Faustina. Ele pediu pela fraternidade e pela essência do amor. Ele nos alertou nos Evangelhos, nos falando dos tempos tenebrosos, das pestes terríveis.

Para vocês aqui da comunidade, Jesus alertou que este seria um ano de grandes perdas. Ele se referia às pestes, aos sofrimentos que atingiriam a vida de vocês como uma comunidade do Brasil e do mundo. Estamos aqui tendo a graça de sermos fortes porque Jesus nos chama a ser como fortalezas. A pessoa grande e forte não é aquela que foge da missão, mas a que carrega a sua cruz até o fim.

Muitos consideram que Jesus seria um grande homem, um grande salvador, se tivesse deixado a cruz, não tivesse morrido nela por cada um de vocês. Mas Jesus foi o grande Senhor, o grande Salvador, justamente porque Ele não fugiu da cruz. Ele abraçou aquela cruz. Ele disse: “Pai, me dê força para abraçar esta cruz! Esta cruz é minha porque eu sou o Cordeiro de Deus, aquele que tira o pecado do mundo!”. Jesus amou aquela cruz.

Você que está na caminhada – que lê o Evangelho, que vive uma vida de santidade e que vivencia a vida dos santos – às vezes tem o seguinte questionamento: “Por que tanto sofrimento na vida dos que foram fiéis a Deus?”. Isso aconteceu porque eles deram prova de amor a Deus. Eles deram testemunho de fé. Viram a cruz e não fugiram dela. Eles disseram: “Essa cruz é minha, Senhor!”. Jesus estava com eles a todo o momento.

Quem mais sofre é aquele que ama a cruz e vive a vontade de Deus, porque o inimigo o persegue. A sua carne, muitas vezes, é atingida por fragilidades, mas Jesus disse: “Mil vezes uma chaga sobre a carne, do que uma só sobre a alma!”. Aí está a grande essência do coração e da alma.

Como é bom ter uma alma em paz e um coração cheio de amor, de caridade, de fraternidade, de solidariedade – ter um coração amigo de Deus, amigo daqueles que são filhos de Deus! Por isso, é que Jesus disse que quanto mais você amasse o seu próximo, mais você lhe amaria.

Temos hoje uma prova do que Jesus pediu para nós. A humanidade talvez pensasse que fosse fácil amar. Mas não é fácil amar quando você olha para o irmão e precisa amar tanto as qualidades quanto as fraquezas dele. É preciso amar quando ele lhe faz o bem e também quando lhe persegue e lhe faz criticas.

Jesus disse: “Quanto mais você amar ao seu próximo, mais você estará me amando!”. Jesus amou, mesmo quando o mundo o estava criticando, mesmo no momento em que o mundo estava lhe dizendo que Ele não era o filho de Deus, pois se o fosse não estaria ali ensanguentado e sem as suas vestes – porque tiraram tudo de Jesus. Mas havia aquelas pessoas de fé que olharam para Jesus e abraçaram com Ele aquele momento do calvário.

Jesus disse: “Quanto mais você amar o seu irmão, mesmo nos momentos difíceis, mais você estará me amando”. Jesus também viveu isso por cada um de vocês. Quanto maior era a perseguição, quanto mais críticas lhe dirigiam, quanto mais a sua cruz pesavanão era aquela cruz de madeira, mas a cruz que tinha o peso maior era a cruz dos pecados da humanidademais Jesus os amava e pedia ao Pai: “Perdão Pai, perdão!”. Ele também ensinou que não deveríamos chorar por Ele, mas por nós mesmos. Na verdade, Ele estava ali fazendo de tudo para que cada um de vocês tivesse a vida eterna, a graça da salvação.

O sentimento de Jesus é lindo demais. Se hoje você descobrir o que é o seu coração e o que é a sua alma, você viverá esse sentimento com Jesus. Você viverá a sua vida em intimidade com Deus. Essa foi a experiência que tiveram os santos que foram fiéis a Deus. Essa foi a experiência dos santos que disseram: “Não sou eu que vivo, mas é Cristo que vive em mim!”. Você vai ter essa experiência, você romeiro, você que é peregrino, você que é um filho de fé que vive neste tempo de batalha. Nossa batalha é para vencer as maldades e ciladas do inimigo, vencer as perseguições. Quanto mais você amar o seu irmão, mais você ama Jesus, mais você vence!

Por isso, Ele nos ensinou a retribuir as pedras com flores, com amor, com Misericórdia. Esse é o grande chamado de Jesus para os tempos de hoje, que são os finais dos tempos – não é o fim do mundo – mas estes são os tempos em que a humanidade precisa voltar para a Casa do Pai.

O homem está perdido sob as trevas do sofrimento interior, sob as mágoas, que levam as pessoas a contraírem tantas doenças espirituais. Neste tempo da Misericórdia Jesus vem até nós e nos convida: “Sou Eu quem está aqui, entre em meu Coração, sinta a experiência de estar nas entranhas do meu Coração Misericordioso e você será imensamente feliz!”.

Meus filhos! A mais bela riqueza da vida é a experiência que vocês vivem aqui, neste momento com o Céu. Há outros momentos, como a experiência vivida na Eucaristia, que é o próprio Jesus, a maior riqueza, o maior milagre – e também há os momentos de oração, o dia de jejum, ou de vigília.

Jesus disse: “Vigiem e orem!”. À noite, ou durante o dia, você deve estar sempre em vigília. Vigiem e orem! Deus lhes ama. Por isso, entreguem o coração de vocês, o Brasil, o mundo, os doentes.

Quero dar a bênção de hoje para os doentes e para aqueles que estão – neste momento (através da internet) – ouvindo a Mãe de Deus lhes falando sobre a riqueza que é o coração, e a vida que é a alma. O coração sente, a alma vive! É como o alimento. O seu corpo recebe o alimento, do qual você sente o sabor pela boca, e o seu corpo se fortalece com o alimento que entra pela boca. Assim também é a graça de Deus, que entra pelo seu coração, e a sua alma, então, glorifica a Deus e diz: “O Senhor está fazendo em mim maravilhas!”. Quando o coração recebe a graça, a alma se maravilha infinitamente.

Por isso, Deus seja louvado!

Quero dar a bênção para os doentes, para vocês que estão precisando desta mensagem. A bênção é para os doentes do corpo e da alma.

Com alegria e com muito carinho, eu quero abençoar a todos os filhos.

Neste momento, Nossa Senhora abençoa a todos, enquanto cantam: “Dai-nos a bênção...”

Queridos filhos!

Eu abençoei a vocês com muito carinho. O Céu está aqui no meio de nós. Como é lindo o Céu – o Coração do Pai, do Filho e do Espírito Santo – que nos acolhe, cheio de amor!

Jesus nos falou nessa mensagem que não estava se referindo a um coração de carne, mas a um coração que é vida, vida que o Pai nos deu. Essa vida floresce em nós. Essa vida é a essência do nosso existir: é a nossa alma! A alma faz resplandecer em nós o perfume do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Como é lindo o mistério da fé. Como é lindo o mistério de Deus! Pode-se viver esse mistério tão lindo, pela fé! Tenham fé, meus filhos! Vocês terão a sabedoria para aceitar sempre a vontade de Deus.

Vivam o possível e acreditem no impossível. Tenham sempre a certeza do amor do Pai por cada um de nós, do amor misericordioso do Filho por cada um de nós e da luz do Espírito Santo quede forma lindíssimailumina a cada um de nós.

Parabéns para os aniversariantes de hoje, os jovens, as crianças. Há tantas crianças lindas, tantos jovens, tantos pais e mães, que estão hoje completando seus anos de vida. Ofereçam o seu coração para Jesus. Entreguem a sua alma para viver a essência daquilo que o coração sente. Sejam instrumentos de paz!

Que Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo – a Trindade Santa – abençoe a cada um de vocês.

Os pedidos de vocês já foram entregues ao meu Filho Jesus. Já estão entregues, filhos! Tudo que vocês pediram no pensamento, sobre a caminhada de vocês até aqui, sobre o “sim” de vocês e sobre as suas necessidades – tudo isso – já está no Coração de Jesus! Ele é a graça! Ele é todo o poder e toda a glória! Tudo lhes será concedido e confiado pela Misericórdia Infinita de Jesus!

As flores foram abençoadas por Jesus para a cura e a libertação de todos os doentes.

O Céu ama a todos nós. O Céu me chama. Eis aqui a Serva do Senhor!

Mais nesta categoria: Mensagem de 16 de Julho de 2016 »

radio

Canal de Comunicação Oficial das Aparições de Nossa Senhora de Piedade, no Santuário da Mãe de Piedade ( Vale da Imaculada Conceição) em Piedade dos Gerais - MG .  ©  2012 - 2017 Todos os direitos reservados.

Contato:
Romarias Equipe do Site Perguntas Frequentes Endereço do Vale Pedidos de Oração

Informações: (31) 3721-3966 (Fixo) / 9 8431-0338 (Claro) / 9 9908-3966 (Vivo) 
Mensagens de Nossa Senhora via WhatsApp :
31 9 9695-4716