gototopgototop

Mensagem de 10 de Novembro de 2012

Queridos filhos!

Hoje vivenciamos um momento de oração, vivenciamos a misericórdia e a unidade; e também buscamos a cada dia estar preparados.

Jesus quando fala bem no silêncio do nosso coração, Ele nos diz: “Será que estás preparado?”

Porque o homem pode ser surpreendido pelos acontecimentos. Nada na vida é maior e pode ser maior do que a sua fé. A grande batalha que temos hoje, vencemos pela fé: a dor, a enfermidade, a perda, as tribulações espirituais, o sofrimento na família... Tudo pode ser vitória pela fé! Aonde o homem não vivencia a fé, ele vivencia cada dia, a cada momento um sofrimento árduo no seu coração e na sua alma que também faz parte da sua vida, do seu dia-a-dia.

O sofrimento espiritual é o sofrimento maior de todos.

Por isso, o Céu tem nos dado esta grande missão de sermos capazes de evangelizar e sermos evangelizados. E nós pelo Céu, pela misericórdia do Céu, temos uma missão muito preciosa aos olhos de Deus; que nos faz viver um pouquinho mais próximos de uma preparação que nos edifique e nos lapide para todos os acontecimentos que o mundo vai viver e que já está vivendo. E esta preparação nos traz suavidade para vencer a batalha.

Hoje, pela graça de Deus e pela misericórdia infinita do Céu, temos o alimento espiritual que nos ensina a vencer a grande jornada destes finais de tempos.

O ano dedicado à Misericórdia e Unidade tem nos feito mergulhar no Coração de Jesus.

Quem não quer estar no Coração de Jesus?

E este mergulhar é entrar no Coração de Jesus, é fazer parte com a nossa linda presença na presença de Jesus; e junto ao Pai, junto ao Espírito Santo edificamos.

O que é edificar? É ser forte.

Quando você diz que vai reestruturar os pilares de sua vida, isso significa que você está edificando a sua espiritualidade. E quando você edifica a sua espiritualidade, você constrói a força sublime que vem do alto. Esta força que vem do alto, esta força que vem de Deus, é o que verdadeiramente te edifica.

Então este Ano da Unidade é o ano de edificar. É o ano de se aproximar do Coração de Deus vivamente Pai, Filho e Espírito Santo; e se proteger. Porque o inimigo vos persegue de todas as maneiras. Quando você menos percebe, ele está lançando um veneno dolorosíssimo: perturbações, inquietações, sofrimentos, perca completamente da graça do amor. O homem vive tão cercado de ira no coração, de ódio que o amor é o único capaz de restaurar a presença linda de Deus. Porque quando estamos na graça de Deus aprendemos a amar.

Muitas vezes você assim diz: “Por que amo tanto?”

Porque Deus está com você! Deus te ama também, imensamente; e você aprende a amar, a transmitir este carinho de Deus, este carinho da presença de Deus. O mundo está carente deste carinho da presença de Deus, o homem não vive mais a proximidade com Deus.

Por isso, temos que dar muito valor à presença de Deus na nossa vida. Vocês têm que valorizar muito em vossas vidas este pequeno Santuário de oração. Porque vocês se edificam na vivência desta vida espiritual de fraternidade. Neste final de tempos a missão maior é ser fraterno, e é a mais difícil delas.

O homem quer viver a individualidade, ele quer se preocupar com ele; esquecer do outro. E na fraternidade aprendemos a preocupar também com as pessoas que estão perto de nós. Não podemos viver só em função de nós mesmos, temos que viver preocupando um pouquinho com aquele que está do nosso lado seja o irmão mais carente, seja o irmão mais forte, seja o irmão mais fraco, seja o irmão mais santo, ou seja, aquele mais pecador.

A presença de Deus e o amor de Deus vem nos dar forças para que restauremos a fraternidade. A fraternidade é uma das mais grandiosas virtudes da família: ser fraterna.

O que adianta ter uma família se ela não é fraterna? Se ela não divide consigo e com os outros, a batalha da missão que é ser família?

O peso da cruz não pode estar só nos ombros de alguns, tem que estar sendo partilhado com todos, porque assim vencemos pela força da oração, da fé e da união.

Temos que ter uma união grandiosa. Deixar que a aliança do Céu conosco nos proporcione uma união fortalecida pela fé, pela Eucaristia; que é Jesus em nós e nós na presença de Jesus, principalmente, pela força da unidade com o Pai, o Espírito Santo e o Filho Jesus.

Então precisamos caminhar e trabalhar pela reconstrução dos pilares fundamentais, do alicerce espiritual de nossa vida. Cada um tem que ser responsável por si e capaz de edificar esses pilares de forças e de fé em seu coração e alma.

Essa bênção de hoje eu vou pedir a Jesus que lhes conceda este grande milagre de vocês serem realmente edificados pela luz da Santíssima Trindade.

Com alegria e amor, eu quero abençoar todos os filhos.

Neste momento Nossa Senhora abençoa todos os presentes enquanto cantam: Dai-nos a bênção...

Queridos filhos!

Eu abençoei carinhosamente toda esta fraternidade.

Hoje Jesus nos falou da edificação da família, dos valores de uma fraternidade, da missão, do valor do bem.

Cada um de nós somos responsáveis por fazer o bem. Quando você na sua fraternidade – família é fraternidade – se coloca a serviço do bem, a família cresce. É como um fermento na massa: enche, cresce, dá ênfase ao conteúdo daquele fermento que vai fazer com que aquela massa se transforme em uma massa forte.

Assim é a presença de Jesus em nós. E a presença de cada um de nós com Jesus e com os irmãos nos torna realmente fortes. Se você olhar materialmente você é fraco demais, tudo em você é fragilidade: os seus olhos, os seus ouvidos, a sua voz, a sua forma de ver; de enxergar. Você prefere em primeiro lugar não é o caminho estreito, o caminho do sacrifício; você quer sempre a abundância, o prazer, você quer as coisas fáceis.

Os olhos sempre vão por aquilo que parece ser fácil e, é por isso, que a humanidade vive dificilmente; porque o fácil é difícil e aquilo que parece difícil é que é bom, é que é fácil.

Então se tivermos união edificamos nossa fraternidade. E Jesus vem nos falando o quanto o mundo precisará desta fraternidade; o que vai salvar o mundo é a união dos filhos de Deus! Isto que vai salvar o mundo de toda miséria, não só a que atinge o corpo, mas que atinge também a alma: é a união dos filhos de Deus com o Céu e com os irmãos.

Por isso que esta fraternidade aqui tem muito valor para Deus e vocês tem que valorizar. Cada um aqui tem que valorizar, ser valorizado, ser útil, ser responsável e fazer o bem. Este bem é o fermento que Jesus Cristo quer que exista nesta massa, que Ele ama tanto e deseja que cresça, que são os seus irmãos.

Esta bênção de hoje foi para as famílias que tiveram perdas, que tiveram que entregar filhos que amam ao Coração de Jesus e, muitas vezes sem ter uma explicação pelo mistério da morte, mas Jesus transforma em misericórdia. O que não explicamos com palavras, Ele transforma em misericórdia. Então que Jesus dê o consolo, conforto e misericórdia a estas famílias.

Esta bênção também é para minha filha Simone, que Jesus lhe faça sempre iluminada, protegida, abençoada, que seu coração esteja sempre em Deus; e para minha filha Ana, que Deus a ilumine, a guarde e a proteja e defenda de toda a maldade e lhe dê sempre um coração cheio de paz e de amor a Jesus.

Permaneçam todos sobre a bênção do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

A quem me ofertou estas flores tão belas e lindas, eu dou o meu Coração de Mãe.

O Céu me chama, ama a todos nós, e eis aqui a Serva de Deus!

Última modificação em Domingo, 06 Outubro 2013 18:28

radio

Canal de Comunicação Oficial das Aparições de Nossa Senhora de Piedade, no Santuário da Mãe de Piedade ( Vale da Imaculada Conceição) em Piedade dos Gerais - MG .  ©  2012 - 2017 Todos os direitos reservados.

Contato:
Romarias Equipe do Site Perguntas Frequentes Endereço do Vale Pedidos de Oração

Informações: (31) 3721-3966 (Fixo) / 9 8431-0338 (Claro) / 9 9908-3966 (Vivo) 
Mensagens de Nossa Senhora via WhatsApp :
31 9 9695-4716