gototopgototop

Mensagem de 17 de Novembro de 2012

           Queridos filhos!

 Hoje, todos unidos, pela bondade do Pai que nos ama, vamos sentir a alegria dos nossos corações, de filhos de Deus, aqui presentes, especialmente dos jovens. Cada um vai pedir a Deus pelos jovens do mundo inteiro. Peça que os jovens recebam a paz, a alegria, a santidade, a pureza e, principalmente, a graça de uma fé viva. Isso é o que esses jovens, que estão aqui presentes, transmitem nesses momentos de sua vida. Eles têm uma vida cheia de Deus - da graça de Deus. Eles estão vivendo essa linda experiência de estar na presença de Deus, especialmente porque foi Deus que os colocou aqui neste Vale.

Deus suavemente se aproxima de todos nós e, na presença suave, doce e misericordiosa do Coração de Jesus, Ele transforma a nossa vida. A presença do Pai, do Filho e do Espírito Santo nos faz verdadeiramente agraciados. Todos os nossos gestos, as nossas palavras, a nossa entrega, o nosso discernimento, a nossa serenidade, tudo nos faz viver verdadeiramente esse encontro com o Céu.

Nada neste mundo acontece por causa da vontade humana, mas de acordo com a vontade de Deus. Em primeiro lugar está Deus. Toda a nossa caminhada está designada pela vontade de Deus. Não somos donos da nossa vontade. Nem mesmo somos donos do nosso dia. Foi Deus que nos deu o dia, foi Deus que nos deu o presente da vida.

Hoje, Ele proporcionou a nós – aos corações aqui presentes – viver essa linda união, neste lugar. Ele mostra a nós que, quando partilhamos ou testemunhamos a graça recebida, estamos unidos com o Céu. Quando pedimos uma graça que desejamos alcançar, estamos experimentando a unidade bela com o Pai e o Filho, que nos amam, e com o Espírito Santo também, que nos traz a luz do amor.

Então, hoje, aqui presente, estamos vivenciando a vontade de Deus.

Hoje, é necessário que homem seja capaz de refletir sobre a caminhada da vida, para que entenda o que é ser uma criança, o que é ser um jovem, ser um pai, uma mãe, o que é ser missionário. Na vida temos uma caminhada, que é seguir os passos de Jesus, subindo os degraus da santidade.

Então, é preciso se conscientizar de que a criança tem que viver sua infância, de que o jovem tem que viver sua juventude. A pessoa adulta não pode querer que o jovem ou a criança viva a vida de um adulto. São fases completamente diferentes da caminhada na Terra. Esta caminhada se assemelha a uma grande plantação, primeiro planta a semente, que amadurece, germina, floresce e surgem novas sementes, que virá com mais força, garra e vontade. Cada um tem seu momento, os adultos e os jovens não têm a disposição da criança - que é cheia de força e vida, e nunca se cansa. A criança está diante da vida pronta para a batalha que Deus lhe proporciona dia a dia. E nem dos jovens.

É importante que compreendam que, hoje, os jovens precisam ser amados e respeitados. Algumas vezes o próprio pai ou mãe, e demais adultos, não ama os jovens e nem os respeita. Mas, como estamos nesta caminhada por uma juventude santa, em primeiro lugar, devemos amar e respeitar os jovens. É preciso ter a sabedoria de ver que é próprio do jovem ser cheio de vontade e ter disposição para a luta. É tão bonito quando vemos os jovens cheios de vontade pelas coisas de Deus! Mas, hoje, o que mais se vê são jovens caídos nas tristezas, nos vícios, nas drogas, no pecado, por isso, quando encontramos jovens cheios de coragem, determinados a louvar a Deus, a agradecer, a orar, a se colocar diante da presença do Espírito Santo, temos que dizer: ‘Senhor, obrigado por esses jovens’. E devemos amá-los.

É necessário amar os jovens, porque se não os amarem, e também as crianças, como poderão querer um mundo melhor! A grande transformação acontece por amor. Jesus, por amor, transformou todos nós. Ele nos deu a santidade. E é, por isso, que, hoje, o amor precisa ser colocado na vida dos pais, das mães, dos missionários.

Devemos compreender que os jovens e as crianças estão vivendo em uma realidade triste nos dias de hoje. Os adultos nem sempre estão dando exemplo do bem, para que os jovens e as crianças também sejam construtores do bem. Por isso, hoje, temos a necessidade de ter essa catequese, que é tão linda. É também por essa razão que, hoje, a nossa missão é voltada para as crianças e para os jovens, pela formação da santidade na vida das crianças e dos jovens.

E é, com certeza, o plano de Deus grandioso.

Deus ama todas as suas criaturas.

O plano de Deus na vida destes jovens e destas crianças se faz com o grande temor e pela graça de sermos tementes a Deus.

O jovem precisa resgatar a felicidade. Ele necessita se conscientizar da importância da santidade. É, por isso, que Jesus nos faz ter essa linda experiência neste lugar.

O Brasil, inclusive, está sendo preparado para a grande jornada e a semente está sendo plantada no coração dos jovens.

Estamos aqui, porque somos responsáveis por essa obra de Deus. Ele nos coloca, hoje, diante de uma luta muito grande pela vitória do Céu.

Hoje, somos capazes de ver que Deus vence tudo pelo poder da oração, da Santa Eucaristia e da nossa fé.

Deus consegue transformar os nossos corações e causar em nossas vidas a mudança extraordinária. Ele faz isso nos trazendo as belezas espirituais e a essência da espiritualidade para a vida do homem aqui na Terra.

É, justamente, aqui na Terra que o homem é o construtor e o responsável por ganhar a felicidade, que é a vida eterna. O homem é responsável por fazer da sua missão, aqui na Terra, uma missão de vida e de amor.

É preciso dizer “não” a tudo que nos leva aos sofrimentos, aos pesadelos, às destruições, como as que, hoje, têm acontecido constantemente, inclusive no Brasil. Mesmo no mundo, muitas pessoas estão vivendo um sofrimento tão árduo que nem conseguem se tocar do que está acontecendo no seu presente. Os homens estão tão cheios de dor que não estão tendo capacidade de ver aquilo que está diante de seus olhos.

Quando o sofrimento é muito grande e machuca demais, o homem se esquiva de encará-lo. E, hoje, há muito sofrimento no coração dos filhos de Deus. Há muita dor guardada no peito – dor que não poderia ser guardada. E Jesus sabe disso, por essa razão Ele nos diz: “Perdoe quantas vezes for preciso”.

Quando se guarda o sofrimento, isso atrai sobre si as doenças, não só para o corpo como também para a alma. `

É preciso se encher de Deus, porque, quando nos tornamos cheios de Deus, ficamos cheios de força, de coragem, de luz. Por outro lado, quando o homem está sem Deus, fica fraco e cai facilmente nas armadilhas do demônio, e aí o mal consegue lançar seu veneno, que o leva à fragilidade espiritual e também física.

Quando meditamos sobre o sofrimento que hoje se encontra no mundo, principalmente na carne do homem, na natureza, na alma do ser humano, vemos que tudo é consequência da falta de amor pela vida. O homem não está sabendo amar nem a si mesmo. O homem não sabe mais, nem mesmo, como cuidar de si próprio. A vida se tornou uma busca pela ganância - há tanta ganância! Tanta, que o homem deseja “ser” e se esquece de agradecer a Deus por aquilo que já é. O homem não agradece por aquilo que Deus nos deu de graças, de bênçãos, como poder ter o privilégio de viver uma vida belíssima.

Se refletirmos sobre a vida, perceberemos que somos as criaturas mais felizes, porque estamos aqui para servir. A felicidade maior do homem é poder ser servo de Deus. È poder servir! Quando não se sabe ser servo, não se vive feliz. A felicidade que temos é poder ser servos do Senhor. Essa é a nossa maior alegria.

A maior felicidade do meu coração é ser Serva do Senhor.

A felicidade de vocês também é essa, meus filhos.

Quando se colocam inteiramente nas mãos de Deus, como servos de Deus, são felizes. Nada neste mundo tem maior valor do que o amor de Deus por nós. Nada! Nada é maior. Nada é melhor. Nada é mais valioso do que o amor de Deus por nós. É o amor que nos traz a aliança fraterna, a comunhão com Cristo e com os irmãos.

Assim, saberemos saborear a brisa mansa. Jesus é o único capaz de curar todo sofrimento, tanto da alma como do corpo. Ele pode mudar a dor que, hoje, os nossos olhos se acostumaram a ver e o nosso coração, a sentir.

Eu pergunto a vocês: o que mais vemos hoje no mundo? - Vemos a falta de amor.

O que sentimos mais no mundo hoje? - A necessidade de serem amados. Isso é o que todo mundo sente e é o que todo mundo quer. O povo de Deus precisa ser amado.

A sua fé tem valor e se torna mais valiosa ainda quando a usa para fazer o amor se concretizar no mundo. Temos a alegria de dizer: ‘Eu creio em Deus!’. Mas, Jesus nos diz: “Então, se você crê, ame. Se você crê, ajude. Se você crê, sirva!” É dessa maneira que se coloca o amor a serviço da Palavra e do Evangelho de Jesus. O Evangelho é a grande catequese, é o grande catecismo, é o grande ensinamento, é aquilo que nos leva a ver além dos olhos da carne, nos faz ver com a sabedoria do Espírito Santo.

Devemos saber que a Palavra de Deus não passa. A Palavra de Deus não envelhece, mas se renova. A Palavra de Deus é o alimento, que sempre nos transforma e nos renova. Quando se está cheio de fome, alimenta a carne e, assim, sente-se mais forte. Quando está com sede, bebe água para saciar a sede e, assim, sente-se mais cheio de vida. Dessa forma também é o nosso coração: quando temos sede de Deus, nos aproximamos da Palavra e as colocamos em prática, assim nos sentimos mais fortes.

Quando se está fraco, fica-se sem ânimo para viver e sente-se desanimado. Mas, de repente, no momento que se escuta o Evangelho, Jesus nos mostra que a nossa grande missão é lutar contra o inimigo e que estamos aqui para vencer essa batalha. Ele nos mostra que na luta, nessa batalha, temos as dificuldades, que, muitas vezes, são aquelas que surgem no matrimônio, no coração da criança ou do jovem, mas você tem capacidade de se aproximar de Deus na Eucaristia, na adoração, na oração, e tudo se restaura. Você acredita. A Palavra de Deus que o coloca de pé. Ela o ergue.

Como é bonito o poder de cura da Palavra de Deus!

O homem muitas vezes quer a cura pelo que recebe, quer beber da água para ser curado, procura o alimento do coração para ser imediatamente curado, mas, para realmente ser curado, matar a sede ou alimentar-se, é preciso vivenciar isto.

Neste ano, em todas as mensagens, ou na maioria das mensagens, Jesus disse para nós: “Vamos vivenciar!”.

Não adianta dizer que está recebendo a Eucaristia todos os dias e rezando o rosário diariamente, se não vivenciar Jesus Eucarístico, se não vivenciar o poder da oração do rosário – que é transformação – nada acontecerá.

A Palavra de Deus cura. Jesus disse: “O Céu e a Terra passará, até o inimigo passará, mas a minha Palavra jamais passará!”

Então, temos que acreditar na força da Palavra de Deus.

Eu sei que, muitas vezes, é difícil acreditar, mas é a verdade.

As muralhas da vida fraterna, aqui neste lugar, é a Palavra de Deus.

A Santa Igreja foi alicerçada pela Palavra de Deus.

Em pouquíssimas palavras Jesus alicerçou a fé, que surgiu pelo seu coração grandioso e misericordioso, pelo amor que Ele tem por todos nós. Ele quis permanecer conosco e nos trouxe a essência viva.

Então, pergunto a vocês, para que a fé se difundisse de quem Ele precisou? - Dos filhos de Deus. Jesus usou e usa do Santo Padre, dos sacerdotes, dos pais, das mães, dos jovens, das crianças.

E é, por isso, que temos uma luta tão grande e intensa pelos jovens. Essa luta é necessária, porque precisamos de um mundo santo, de um mundo melhor. E como alcançar esta santidade?- Amando e respeitando aqueles que merecem o nosso respeito, nosso carinho, nosso amor e proteção.

A proteção divina é necessária. Muitas vezes, a proteção humana é falha, leva os filhos a se tornarem errantes. De tanta proteção ao filho sem se deixar guiar por Deus, leva-o ao sofrimento. Todavia, se se entregarem à proteção divina, que acontece pela oração e pela Eucaristia, Jesus toma conta de todos nós.

É preciso sempre repetir: “Jesus, cuide de cada coração aqui presente!” E Ele vai zelar pela santidade e pela felicidade de todos.

Assim, com alegria e amor, Eu quero abençoar todos os meus filhos...

Neste momento, Nossa Senhora abençoa todos os filhos presentes, enquanto cantam: “Dai-nos a bênção...”

Queridos filhos!

Eu abençoei carinhosamente todos os filhos. Fiquei feliz com este momento de oração, com a presença de todos os filhos aqui hoje, reunidos no Coração lindo de Jesus, grandioso de amor por todos.

Esta bênção de hoje foi também para o Samuel, que é um filho de Deus muito especial pelo seu carinho, pela sua humildade e, principalmente, por ter uma simplicidade belíssima na alma e no seu coração. Parabéns.

Abençoe também os jovens. Jesus vem abençoando os jovens, a sua linda unidade vivida aqui. Desejo que vocês, reunidos, peçam a Jesus proteção para as crianças e para os jovens. Peçam que eles sejam de Deus, sejam sempre cheios da graça de Deus. Peçam a Jesus para catequizá-los - evangelizar seus corações -, para manter seus corações puros, serenos e, verdadeiramente, cheios de amor pelas coisas do Céu.

Agradeço, com todo o meu coração, a linda unidade de todos os romeiros e peregrinos - filhos que, hoje, estão aqui presentes.

Permaneçam em paz, sob a bênção do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

A quem me ofertou as flores belas e lindas, Eu lhes dou o meu Coração de Mãe.

O Céu me chama e eis aqui a Serva de Deus!

 

Última modificação em Domingo, 06 Outubro 2013 18:23

radio

Canal de Comunicação Oficial das Aparições de Nossa Senhora de Piedade, no Santuário da Mãe de Piedade ( Vale da Imaculada Conceição) em Piedade dos Gerais - MG .  ©  2012 - 2017 Todos os direitos reservados.

Contato:
Romarias Equipe do Site Perguntas Frequentes Endereço do Vale Pedidos de Oração

Informações: (31) 3721-3966 (Fixo) / 9 8431-0338 (Claro) / 9 9908-3966 (Vivo) 
Mensagens de Nossa Senhora via WhatsApp :
31 9 9695-4716