Sábado, 20 Fevereiro 2010 08:49

Mensagem de 25 de fevereiro de 2006

Avalie este item
(1 Votar)

Queridos e amados filhos!

Neste momento de oração, nesta tarde que Deus reservou e preparou para todos, com grande alegria, eu Maria, a Imaculada Conceição, a Mãe de Piedade, vossa Mãe, estou aqui presente de corpo e alma, juntamente com os anjos, pedindo a Jesus, ao Pai e ao Divino Espírito Santo que conceda a todos vocês a graça de fazer com que estes dias de oração sejam dias de consolo ao Coração de Jesus.

Hoje, nós vamos com todo o amor, com toda a alegria, primeiramente fazer a nossa entrega a Deus. Eu peço a vocês, no silêncio do coração, que entreguem a Deus os seus corações. Vocês têm tantas coisas lindas, filhos, para viver, tantas coisas lindas para enxergar, tantas coisas lindas para abraçar. E tantas coisas que só o coração pode conhecer! Entregando a Deus o seu coração, você estará entregando a Deus a sua graça mais grandiosa, que é um coração digno de receber Jesus Cristo. Recebendo Jesus Cristo, que é a grande força e luz da sua alma, você terá uma alma de suavidade, de paz e de amor. Por isso também entregue a Deus a sua alma.

O que nós viemos fazer aqui, filhos? Por que Deus me envia aqui neste lugar, presente de corpo e alma? Por que Deus preparou estes dias, este momento de graça, esta tarde de hoje, tão bonita, para cada um de nós? Por que você, jovem, veio aqui? Você veio porque Jesus quer que você seja feliz, como você é feliz. Ele quer que você enxergue uma felicidade que só Ele pode te dar: a Paz!

Então, entregando a Deus a alma, nós teremos condições de ter sabedoria. Sabedoria, amor e fé. Por isso nós vamos entregar a Deus também, neste momento, os nossos olhos humanos. Por que nós vamos entregar a Deus os nossos olhos? Porque quando nós estamos num lugar de oração, o demônio tenta de todas as formas nos atrair e nos impedir de ser aquilo que Deus quer. E muitas vezes ele usa dos olhos. Porque todos vocês que estão aqui são humanos, meus filhos! O humano, ele erra, ele vacila, ele peca. Ele muitas vezes faz algo que não é aquilo que Deus gostaria que ele fizesse. Por isso é que Deus conduziu ao mundo o perdão. Porque se o homem não fosse pecador, Jesus Cristo não teria dado ao mundo o perdão. O homem é pecador. É por isso que nós precisamos entregar a Deus os nossos olhos: para que durante estes dias, Jesus Cristo consagre os nossos olhos a Ele, para que nós possamos ver mais o poder de Deus, e sentir mais a graça de Deus. Para que nós venhamos a mergulhar nesta graça lindíssima que o Céu reservou para nós, e preparou para nós: este retiro espiritual.

Vamos entregar a Deus também os nossos ouvidos, primeiro porque o principal instrumento é o nosso coração, mas os nossos ouvidos também são instrumentos para escutar, e o coração para guardar. Vamos pedir a Jesus que, através da nossa consagração, nós saibamos escutar mais o que nos é devido.

Durante estes dias vocês devem ter um grande zelo, porque o fato de vocês estarem em uma comunidade de oração, não significa que o demônio não tenta vos enganar. Aí é que ele deseja vos enganar, meus filhos! Então entreguem a Deus os seus ouvidos para que vocês procurem ouvir aquilo que é verdadeiro, e nunca se deixem levar por aquilo que é triste, falso e que magoa tanto o Coração de Jesus.

Vamos entregar a Deus aqui as nossas grandiosíssimas mãos para que, durante estes dias, quando vocês derem as mãos, seja colhido o fruto da fraternidade. Que cada um dê as mãos ao seu irmão com o conteúdo de procurar vida, família e paz. É dando as mãos que nós encontramos a força, a união e a perseverança na fé.

Vamos entregar a Deus os nossos pés - porque quantas vezes que o demônio tenta nos desviar do caminho certo, quantas vezes que nós estamos a caminho da Eucaristia e ele tenta colocar pedras neste caminho, quantas vezes que nós estamos a caminho da oração e da penitência e ele coloca as barreiras sobre este caminho - para que durante estes dias nada nos impeça de seguir este caminho, mesmo estreito, com barreiras e com dificuldades, e que nós não tenhamos limitações de mover os nossos pés ao encontro da graça de Deus.

Por fim, vamos entregar a Deus a sua boca e a sua língua. Ela é o principal instrumento de sua salvação e, se você não tiver zelo, também pode ser de sua condenação. Então entregue a Deus para que você proclame a graça de Deus!

Nós estamos vivenciando o ano da Santíssima Trindade, por isso que nós vamos iniciar o nosso retiro espiritual com a bênção do Pai, do Filho e do Divino Espírito Santo, pedindo à Santíssima Trindade que conceda ao Brasil a serenidade, a paz e o amor, e que durante toda essa jornada do povo de Deus, dos missionários de Deus, Jesus conduza muita serenidade e luz ao coração daqueles que hoje têm temor de Deus.

Entregando a Deus toda a nossa vida, nós vamos pedir a Ele, num ato de amor e de fé, que Ele guie os nossos passos durante toda a nossa vida. Especialmente, porque daqui para frente a nossa jornada será cada dia maior, e o nosso caminho cada dia mais estreito. Precisamos ter muita fidelidade a Deus. Hoje, há uma queda muito grande, meus filhos, na fé. As pessoas estão vivendo uma crise espiritual. O homem não tem o conhecimento da Verdade. Eu gostaria de conduzir a vocês, neste retiro espiritual, a Fonte da Verdade, e que vocês, filhos de Deus, Igreja de Deus, o povo de Deus, tivessem conhecimento da misericórdia de Deus. Às vezes o homem teme tanto a escuridão e não busca a salvação, o homem às vezes tem tanto medo da fome e não busca o Alimento Eucarístico.

Então hoje, ao invés de termos medo das trevas e da escuridão, nós vamos nos aproximar de Jesus. Mesmo que você, que está aqui presente, esteja com o seu coração vazio, machucado, ferido, magoado, Jesus te trouxe até aqui porque Ele é a cura total. Ele não é o remédio que lhe cura pela metade. Ele te cura por inteiro, tanto que Ele não cura só dentro do seu ser, mas te cura também na sua carne, tira todas as chagas da sua carne e te dá condições de ser um homem forte e fiel a Deus.

Hoje nós pedimos ao Céu também a graça de sermos instrumentos de paz, no meio de um mundo tão cheio de guerra, meus filhos. A guerra hoje está dentro das próprias casas. Devido à falta de fé e de espiritualidade os homens não têm mais temor a Deus. Vivem muitas vezes pior do que os animais, porque o homem, além de ter raciocínio, tem luz do Divino Espírito Santo e age de uma forma tão incrédula, que chega a ser tão triste, e que magoa tanto o Coração de Jesus.

Vamos pedir a Deus que nós tenhamos mais responsabilidade, principalmente porque quando nós somos chamados a servir a Deus, nós temos que abraçar a cruz. Vamos pedir a Ele que nos ajude a abraçar a cruz. Quantas vezes você não quer abraçar a cruz, por quê? Porque a cruz é o sacrifício, é a penitência. Você não quer renunciar! A sua vida é cheia de caprichos, você vive com sua vida cheia de limitações humanas. Não quer amar, não quer perdoar. Aqueles que estão ao seu redor, você não quer aceitá-los como eles são. Entregue a Jesus, para que Ele te dê sabedoria para aceitar e mudar aquilo que deve ser mudado.

Hoje nós somos o povo de Deus e temos como responsabilidade também ser evangelizadores. Hoje nós temos o compromisso de levar a Palavra de Deus até os corações daqueles que estão com fome desta mensagem.

E nós, que viemos aqui receber diretamente do Céu, iremos dar graças e louvores ao Céu por tamanha misericórdia. O tempo da misericórdia está presente sobre a face da Terra, e durante estes dias nós vamos implorar a Jesus a misericórdia para o Brasil. É nestes dias que os jovens, adolescentes, principalmente, se deixam ser seduzidos por coisas tão tristes, como a violência, os vícios, os pecados e, principalmente a maldade. A ira do demônio hoje é total sobre a face da terra, e quer atingir e dominar os filhos de Deus. É por isso que nós temos que ter uma preparação belíssima e para isso somos chamados a ser Igreja de Deus, amar o Santo Padre, orar pelos sacerdotes e estar unidos a todo o Clero.

Temos como missão salvar as almas. O principal objetivo do cristão é salvar a sua própria alma. Ganhar a Vida Eterna, ganhar o Céu, depende de cada um de vocês, filhos! Depende de todos vocês que estão aqui presentes! Entrar hoje na Casa do Pai depende das suas bem-aventuranças. Deus te deu a chave que abre o Reino do Céu e só você pode abrir. Por isso aja com mais sabedoria. Jesus deixou os ensinamentos, não para serem esquecidos. Hoje o povo de Deus não vive mais os ensinamentos de Deus. O homem esqueceu do temor, do respeito e da religião. Vive como se não tivesse conhecimento da verdade. As pessoas se omitem diante dos seus erros e pecam de uma forma terrível, por isso as pessoas estão tão tristes. A depressão é uma doença espiritual que atinge as pessoas que hoje não se deixam ser conduzidas pela fortaleza de Deus. O demônio tem levado as pessoas a uma fraqueza muito grande, aonde muitos têm medo de abrir os olhos e acordar para a vida.

É preciso acordar, filhos! São tempos difíceis? São! São os finais de tempos? São! Não é o fim do mundo, mas é a grande batalha de Deus contra o mal.

Hoje, como grandiosíssimos filhos de Deus, porque nós temos a grandeza de Deus em nós, nós temos como objetivo ganhar a Vida Eterna, entrar na Casa do Pai. Para isso a humanidade precisa caminhar bem. É por isso que o mundo precisa passar por uma transformação, porque o Céu não se ganha lá, o Céu se ganha aqui nesta passagem. Lá é apenas a entrada, mas o caminho se faz aqui neste mundo. As pessoas não estão entrando na Casa do Pai porque não estão caminhando certo, estão caminhando errado. E quando chega o momento de serem colhidas, infelizmente não têm a chave para abrir a porta da Casa do Pai.

Isto é muito triste e muito sério, meus filhos! É por isso que Deus me envia aqui na Terra como mensageira, Mãe que vem catequizar os filhos de Deus para o Triunfo do Imaculado Coração da Mãe, da Mãe Maria, que está aqui presente com vocês hoje de corpo e alma. Deus me concede estar presente aqui como a Mãe da Piedade, aquela que vem trazendo para os filhos de Deus aqui neste Vale de Espiritualidade o caminho do Céu, que é o meu filho Jesus Cristo. Trazer Jesus Cristo a vocês para mim é uma honra, é uma alegria, e caminhar com Jesus junto a vocês é para mim a graça do Triunfo do meu Imaculado Coração.

É por isso que eu desejo que vocês sejam fiéis, filhos, e que durante todo este retiro espiritual, desde este momento, esta tarde, porque ninguém sabe dos seus momentos, nem sequer da sua hora daqui para frente, nem sequer da sua noite, quanto mais do seu amanhã. Por isso nós temos que viver bem esse hoje. Ninguém sabe se o amanhã lhe pertencerá. Quantas pessoas que muitas vezes se esquecem de que hoje pode ser o último dia em que estão presentes sobre a face da Terra.

Vamos viver este retiro colocando o nosso coração em adoração a Jesus. Vamos adorar a Jesus por tudo. Vamos pedir à Santíssima Trindade a serenidade, a responsabilidade e a fé e, neste retiro, vocês têm grandes graças para viver: a primeira é saber que o Céu está conosco. Isto é a maior graça, meus filhos! Diante da presença do Céu ser feliz, porque Deus não quer a tristeza dos seus filhos.

Eu sei que vocês vieram aqui trazer pedidos, agradecer por graças alcançadas, vieram trazer aqui os seus agradecimentos e vieram aqui porque amam o Céu. E eu me sinto coroada com esse amor de vocês ao Céu, porque quem ama Maria, ama o Céu, e quem ama o Céu será sempre amado por mim.

E eu sei filhos, que o Céu conduzirá a vocês um retiro belíssimo, porque o Céu é tudo. Vocês têm tudo para serem felizes, mas precisam valorizar a graça mais bonita da vida: o respeito. Vocês devem respeitar-se, amar-se como filhos de Deus, e serem aqui uma família. A primeira riqueza que vocês devem fazer é serem aqui uma família.

Eu acolho vocês com todo o meu Coração, desejo que vocês tenham todas as graças recebidas e alcançadas, que serão derramadas sobre o coração de vocês, desejo que a paz reine neste Vale e que Jesus conduza este nosso retiro espiritual.

Por isso com todo amor eu vou dar-lhes a minha bênção!

Neste momento Nossa Senhora abençoa a todos os presentes, enquanto cantam: dai-nos a bênção...

Queridos e amados filhos!

Eu lhes abençoei com grande alegria. Esta bênção foi especial para que Deus conduza os jovens e os adolescentes, as crianças, os pais, mães e missionários a esta riqueza que nós acabamos de receber, que é a Palavra de Deus, que hoje nos conduz através da luz do Divino Espírito Santo a sermos servos de Deus fiéis e felizes.

É tão bonito quando nós descobrimos que para sermos felizes não precisamos dos vícios, não precisamos das drogas, não precisamos do pecado. Para sermos felizes basta apenas sabermos que somos filhos de Deus, e que Deus nos ama. E que nós comecemos também a amar mais a nossa própria vida e a presença de Deus em nós.

É por isso que eu desejo a vocês muita paz, uma tarde de paz e que todos permaneçam abençoados sobre Aquele que nos abençoa, que é o Pai, o Filho e o Divino Espírito Santo!

Vocês são as minhas flores, por isso eu vos dou o meu Coração. Hoje eu parabenizo a todos os aniversariantes. A todos vocês crianças, jovens, pais, mães, que estão completando seus anos de vida, felicidades, e agradeçam a Jesus por este dia tão especial. Ofereçam a Jesus hoje os seus corações, entreguem a Jesus suas vidas e peçam a Jesus o maior presente: que Ele nunca deixe de estar presente perto de vocês.

Agora eu tenho que ir, o Senhor me chama e eis aqui a Serva do Senhor!

Última modificação em Segunda, 21 Outubro 2013 10:03
DMC Firewall is developed by Dean Marshall Consultancy Ltd