gototopgototop
Assine a nossa Newsletter e receba em seu email, mensagens e noticias do Vale Imaculada Conceição!

Mensagem de 22 de setembro de 2002


Queridos e amados filhos!

Com grande alegria e amor em meu coração de Mãe, eu os acolho carinhosamente, neste lindo dia do Senhor.

Nós devemos sempre lembrar que a beleza está na paz, no amor e na fé. Que existem dias em que o sol brilha, porém, sua alma se torna tão fragilizada pelo mundo matéria, que é o pecado. Hoje o sol não brilha, mas o coração de cada um de vocês se encontra verdadeiramente sobre a luz que é Jesus.

E é sobre esta linda luz que nós vamos iniciar este momento de meditação, reflexão e acolhimento à Santa Palavra do Senhor.

Vamos primeiramente pedir ao Espírito Santo que esteja aqui presente no coração das famílias, no coração das mães, dos pais, dos jovens e das crianças.

Hoje é um dia de agradecimento a Deus pelos quinze anos da minha vinda aqui no Vale da Paz. Estou aqui presente de corpo e alma, e sinto-me homenageada com o carinho de vocês. É uma alegria para mim poder estar aqui com vocês. E nesta minha alegria, o que é mais bonito é saber que a fé de vocês precisou ser muito maior do que a fraqueza.

Jesus trouxe vocês até aqui. E cada um dos que vieram foram verdadeiramente movidos por uma força superior, que é Deus.

Enfrentaram um dia de sacrifício e de penitência. Cada um que fez a sua penitência vai neste momento consolar Jesus, e vai oferecer a sua penitência em reparação do quanto que o mundo tem magoado o coração de Jesus Misericordioso. E vai oferecer também pela conversão da sua família. Você que às vezes está passando por alguma necessidade – necessidade no trabalho, uma necessidade na vida familiar, uma necessidade da cura do seu coração, da cura da enfermidade do seu corpo – cada um vai pedir a Jesus, através desta penitência, para curar cada um de vocês. Ele está aqui! Jesus é a razão da nossa presença aqui neste momento!

Então nós vamos pedir a Ele: “Senhor, curai-nos! Porque nós hoje estamos aqui pela nossa fé.”

É tão bonito, meus filhos! E uma linda meditação que eu quero que vocês compreendam é isso: vocês iniciaram uma novena em agradecimento a Deus pelos quinze anos da minha vida aqui neste lugar abençoado. Foi uma homenagem linda, uma festa verdadeiramente religiosa, voltada unicamente à fé. E hoje, ao encerrar este agradecimento, um dia de penitência.

Vamos ter este dia de penitência como uma graça de Deus. Não vamos ter como algo dificílimo. O dificílimo é a situação em que o mundo se encontra na parte da caridade, da partilha e do amor.

Quem dera se a maior dificuldade fosse o sacrifício que vocês passaram aqui hoje! A maior dificuldade é que muitas almas estão se perdendo! A maior dificuldade é este mundo que hoje se vê condenado pelas drogas, pela prostituição, pelos vícios. Nós vemos aí tanto sofrimento... e uma coisa que eu digo para vocês: Se esta caminhada fosse para uma festa do mundo, ninguém iria reclamar da situação. Como nós estamos aqui em uma homenagem divinamente religiosa, nós não vamos reclamar. Nós vamos agradecer!

Quando eu e São José caminhávamos ao encontro de um lugar para o Filho de Deus nascer, as portas iam se fechando, e em cada porta que se fechava, uma honra e glória a Deus. Porque quem estava vindo ao mundo era o Salvador, e o demônio não queria que o Salvador viesse ao mundo. É a mesma coisa: o inimigo não quer que vocês venham a um lugar como este. Ele faz de tudo para impedir com o cansaço, o desânimo, a fraqueza. Às vezes o homem tem tempo para tudo, condições para tudo, menos para a oração. E hoje uma das maiores necessidades na vida das pessoas é a oração.

O mundo está nas trevas, a solução para o mundo é Deus. Não adianta confiar mais na capacidade humana. Porque o homem, hoje, é um homem que vive apegado à ganância. O homem não se conscientiza da caridade, da partilha, da boa vontade. O homem hoje não pratica a boa vontade. É por isso que o mundo passa fome. Não é somente fome do pão: é fome de Deus.

Então o sacrifício que você fez para chegar até aqui, e o sacrifício que você possa vir a fazer para retornar à sua casa, ofereça pelo Triunfo do meu Imaculado Coração, porque é uma necessidade urgente que o mundo tenha a paz, filhos! Eu tenho tanta piedade no meu Coração quando eu vejo este mundo sendo massacrado pela miséria do pecado.

É por isso que eu estou vindo aqui no Vale da Paz. Tenho uma missão para cumprir aqui. Cumprirei esta missão na alegria! Terei a maior felicidade em poder receber vocês todos aqui, em interceder pelas graças de que vocês precisam. E lhes digo que tudo que vocês confiarem aqui, com fé, vocês alcançarão. Até mesmo o impossível! E que vocês voltarão para agradecer, serão testemunhas vivas de criaturas que, ao conhecerem este pedacinho de chão abençoado, tiveram o conhecimento da graça de Deus através da oração.

Vocês que hoje fazem parte de uma caminhada missionária, aqui, junto a este trabalho de catequese verdadeira, - porque a catequese verdadeira é aquela a qual vemos a obra – vocês olham em torno do Vale e vêem uma obra: uma obra de Deus! Uma obra que consiste na Divina Providência!

Nós sabemos que quando Jesus caminhava com os apóstolos, os apóstolos tinham muito medo da fome. Então Jesus dizia que quando se acredita na Providência de Deus, até as árvores produzem frutos  para o nosso sustento.

Esta passagem em que Jesus relata isso aos discípulos é muito bonita, porque hoje nós estamos vivendo da Providência Divina. Estamos em uma caminhada de oração e nosso conteúdo é a fé. Nós estamos aqui pela fé. Nós temos que ter realmente muita fé para seguir daqui para frente o caminho do Senhor. As coisas vão se tornar muito mais difíceis. Vocês, romeiros, precisam ter muita busca da boa vontade, porque cada dia vai se tornar ainda mais difícil. O inimigo vai tentar de todas as formas tirar-lhes das coisas boas do mundo, que são as coisas de Deus: a Santa Eucaristia, a oração do Santo Rosário, a fraternidade.

Aqui existe uma fraternidade construída pela graça de Deus. Que bonita esta fraternidade, onde se vive unicamente o desígnio de Deus e a vontade de Deus. Isto é muito bonito, meus filhos!

Você já parou para pensar que são muito poucos os lugares da Terra escolhidos para uma obra tão bonita como esta?

Jesus um dia caminhou com os primeiros cristãos, e hoje nós também somos cristãos que estão caminhando com Jesus. Hoje, vocês que vêm até o Vale, têm a felicidade de beber de uma fonte claríssima, e de uma fonte que não há outra igual na Terra, que é a Palavra de Deus. O que pode substituir a Palavra de Deus? Nada.

As coisas do mundo a gente pode até substituir por outras coisas. Mas as coisas de Deus são insubstituíveis.

Por isso vamos agradecer. Eu me sinto honrada com o carinho de vocês. Hoje vocês são a coroa, que coroa o meu Coração. O meu Coração se sente coroado com esta festa tão bonita, uma festa verdadeiramente de oração e de silêncio. Fico muito feliz em poder ver todos vocês aqui, peregrinos.

Hoje na bênção intercederei por uma graça muito especial, que é a graça de vocês serem instrumentos de paz, de esperança, de força, de confiança e de fé. E conduzirei uma bênção para que seus corações sejam construtores do amor a Jesus na Eucaristia, para que vocês possam ter um amor imenso à Santa Eucaristia.

Hoje é o domingo do Senhor! Nós não podemos esquecer que o domingo do Senhor significa para nós uma graça, uma bênção. E vamos encerrar esta nossa festa no Céu, pela minha vinda aqui neste lugar abençoado, com alegria. Não vamos estar tristes pela penitência. Vamos ficar alegres com esta penitência, porque é uma prova da nossa fé, do nosso amor e da certeza de que a gente não está em uma caminhada em vão. Se você estivesse em uma caminhada ao encontro das coisas do mundo, vocês encontrariam as coisas muito mais fáceis.

Louve ao Senhor e diga: Eu te amo! Porque recebi a fortaleza para chegar até aqui.

Então cada um vai agradecer e com muito carinho eu vou lhes dar a minha bênção!

Neste momento Nossa Senhora abençoa a todos os presentes, enquanto cantam: dai-nos a bênção...

Com alegria eu abençoei a todos vocês!

Fiquei muito feliz com este momento de oração!

Nós acabamos de receber uma linda mensagem, que mostra para nós o valor do sacrifício e da penitência; porque nós temos que ter certeza de que este dia foi nos dado por Deus. Tudo o que nós passamos neste dia, por mais que o inimigo queira zombar de nós, nós temos que agradecer a Deus, porque é por Ele que a gente está aqui.

As dificuldades são muito maiores na parte da espiritualidade, na parte da fé e do amor. Vamos pensar naquelas pessoas que hoje estão trocando esta felicidade, que é Deus, pelas coisas do mundo, naquelas pessoas viciadas, naquelas pessoas que se sentem escravizadas.

Hoje Jesus disse: “O pecado é uma prisão.” Para você se defender do pecado você precisa da confissão, da reconciliação. Isso é muito importante para nós, principalmente na hora do sacrifício. Porque na hora do sacrifício é que a gente vê o quanto que a nossa fé precisa ser grande, o quanto que nós precisamos ter silêncio, agradecer e nunca nos revoltarmos.

Você já parou para pensar que o Céu se abriu, e o Céu fez com que vocês vivessem hoje uma graça, tão perto dAquele que lhes ama, que é a misericórdia, que é a paz?

Uma via-sacra linda, uma oração linda, a fé de vocês, linda! Filhos, não seria tão bonito se não tivesse o sacrifício. O sacrifício nos leva à santidade, edifica-nos, dá-nos coragem e sustento. Tudo com sacrifício é obra de Deus. E Deus, para nos mostrar o quanto a obra dEle aqui é grande, Ele nos mostra um dia de sacrifício, um dia de penitência. Um dia em que a gente, talvez, olharia e diria: “Senhor, porque tudo isso?” E muitas vezes nós olhamos para dentro do nosso coração e respondemos para nós mesmos: “Porque o Senhor é bom! Porque o Senhor nos ama!”

Imaginem se todas as coisas na vida fossem fáceis. Eu não estaria aqui presente com vocês de corpo e alma há quinze anos lhes catequizando. A situação do mundo é dificílima! E através de um sacrifício como este que vocês fizeram, vocês podem salvar almas, meus filhos!

Pense naquele seu irmão que você deixou na sua casa, no seu grupo de oração, naquele filho que está desesperado... E você que está passando por um momento difícil na sua vida, um cansaço enorme na sua vida, ofereça este momento de sacrifício em consolo a Jesus, e diga sempre: “Senhor meu Deus, eu quero sempre amar, quero servir, quero ouvir, quero caminhar contigo, mesmo diante do caminho estreito, no caminho onde as pedras surgirão, os espinhos aparecerão, onde tudo ficará cada dia mais difícil. Mas se Vós estiverdes em minha frente, Senhor, eu quero estar contigo, seguindo os Seus passos, as Suas pegadas de amor!”

Foi por amor que vocês chegaram até aqui. Foi por amor que vocês venceram este pedacinho de chão estreito, este pedacinho de chão de lama. Foi por amor que a fé de vocês se tornou grande, e vocês se tornaram um exército fortalecido. Quantas almas que hoje vocês consolaram! Quantos corações que hoje vocês ajudaram!

Por isso, levem daqui a Paz, que é Deus. Revistam os seus corações pela Paz! Sintam Jesus olhando para vocês e dizendo: “Eu sou a sua Paz! Eu sou a sua esperança! Quando você sentir medo, Eu te darei a força! Quando você sentir dificuldade, Eu te darei o remédio! Quando você se sentir perdido, Eu me tornarei para ti o caminho e em todos os males que você sentir, Eu serei a tua cura!”

Por isso, vamos crer no Senhor! Vamos pedir ao Senhor que nos livre sempre de todas as armadilhas do mal, do inferno, da maldade dos nossos olhos, da nossa língua, da nossa boca, dos nossos ouvidos, das nossas mãos e dos nossos pés. Vamos pedir ao Senhor que como esta chuva que hoje caiu sobre o chão, que a mesma misericórdia de Deus caia sobre nós, aqui, neste momento. Eu peço a Jesus que estenda os seus Raios de Misericórdia sobre cada um de vocês e que cada Raio da Misericórdia de Jesus lave, purifique, renove e sacie os vossos corações com a maior riqueza do mundo: a graça de Deus.

Bem-aventurados são os homens de fé, porque estes verão a Glória de Deus!

Fiquem em paz! Na presença de Deus Pai, de Deus Filho e de Deus Divino Espírito Santo, eu, Maria, vos deixo!

A todos vocês que me ofertaram estas lindas flores, eu dou o meu Coração de Mãe. Agora eu vou, o Senhor me chama e eis aqui a Serva do Senhor!

Última modificação em Segunda, 28 Outubro 2013 10:15

radio

Canal de Comunicação Oficial das Aparições de Nossa Senhora de Piedade, no Santuário da Mãe de Piedade ( Vale da Imaculada Conceição) em Piedade dos Gerais - MG .  ©  2012 - 2017 Todos os direitos reservados.

Contato:
Romarias Equipe do Site Perguntas Frequentes Endereço do Vale Pedidos de Oração Inscrever-se no Apostolado

Informações: (31) 3721-3966 (Fixo) / 9 8431-0338 (Claro) / 9 9908-3966 (Vivo) 
Mensagens de Nossa Senhora via WhatsApp : 31 9 8305-0376