Sábado, 12 Dezembro 2020 09:08

"A sua alma está brilhante!" Homenagem póstuma da Conchita

Avalie este item
(5 votos)

Em 11 de março de 1998, chegou ao Vale da Imaculada Concepción Albiol Miralles - a Conchita -, para perfumar o Vale com o seu carisma evangelizador. Ela foi uma linda rosa escolhida por Deus para representar a Espanha na Comunidade Fraterna. Com sua personalidade rígida, fiel e transparente, abraçou essa missão com muito amor e carinho. Pouco a pouco cativou cada membro da comunidade e aos peregrinos. Uma de suas satisfações, segundo Nossa Senhora, era:

"Falar deste santuário aos peregrinos e evangelizar. Ela tinha sede e alegria na alma - falava com gosto: 'Eu sou e faço parte dessa fraternidade'. Isso é muito importante para vocês, é muito importante para mim, a Imaculada Conceição."

Conchita veio para o Brasil como enfermeira missionária. Trabalhou e evangelizou durante muitos anos no Hospital São Paulo - SP, até que conheceu Piedade dos Gerais e se encantou pelo Vale. Um dos mais belos testemunhos da Conchita não foi apenas deixar o mundo para viver a simplicidade deste lugar, mas amá-lo tanto a ponto de sofrer por aqueles que não faziam a vontade de Deus.

"Sofreu por querer aquilo que Deus quer; sofreu por aqueles que não queriam ser aquilo que Deus quer. Isso é algo que ela vivenciou muito, porque ela sempre queria ser o que Deus quer e ela chorava, em seus dias, por aqueles que não queriam ser o que Deus queria que eles fossem. Esse foi um testemunho belíssimo que ela deixou, o amor e o carinho por esse santuário."

Por isso, nos últimos anos de sua vida ela viveu silenciosamente a sua entrega por essa causa, como vitima de amor por aqueles que não querem amar e nem viver a santa vontade de Deus. Como disse Nossa Senhora:

"Essa filha veio para o Brasil, para o Vale da Imaculada Conceição para viver uma missão e foi vitoriosa, porque teve amor a Deus, amor pelo plano de Deus mesmo tendo vivenciado muito sofrimento. Muito sofrimento, porque ela passou, durante anos, por algo que muitos passam que é a enfermidade do corpo, mas tinha a felicidade de uma alma em paz."

Ela tinha a alma em paz pois bem viveu os ensinamentos do Céu durante os mais de 21 anos de caminhada com a Mãe de Jesus. Mesmo passando por grandes provações foi perseverante e fiel, foi exemplo de missionária que se entrega totalmente nas mãos de Deus. Por isso a Santíssima Virgem Maria, se dignou a vir do Céu, neste dia, não somente para confortar a comunidade, mas agradecer a Deus e nos lembrar do testemunho que foi a vida da Conchita. Isso foi um presente, uma bênção um privilégio que recebemos por meio da Conchita. Assim Maria disse: "Eu convido a comunidade para agradecer a Deus por essa missão e a olhar por essa rosa que não está mais no meio de vocês - apenas o seu corpo - a sua alma já está brilhante."

"Não pensem vocês que aqueles que já foram perderam a luta; agora que eles estão lutando com muito mais força, porque a luta é com Deus e Deus é Pai, é o Criador da Terra e do Céu. Precisamos vivenciar esse carinho pela luta. Que Deus traga força! Que aqueles que foram instrumentos dessa fraternidade e que já não estão mais no meio de nós fisicamente possam também ser intercessores por essa luta que vocês lutam todos os dias, do amanhecer ao anoitecer, até o Triunfo do meu Imaculado Coração de Mãe."

Nossa Senhora disse: "A sua alma está brilhante!", e nós temos muito que agradecer a Deus, mesmo tendo a dor da saudade no coração, ganhamos uma intercessora no céu.

"Hoje (11/12/2020) a Comunidade Fraterna se reúne para um momento de agradecimento a Deus pela felicidade e graça de viver o amor fraterno entre os irmãos, também de outras nações, que são missionários e cumpriram uma missão de amor, de entrega verdadeiríssima diante da vontade de Deus, mesmo com suas limitações e fragilidades humanas, mas sempre com fé e esperança em seu coração. Foi essa foi a missão dessa filha que permaneceu na fraternidade até o momento em que Deus resolveu colher tal flor para o seu Jardim Celestial. A Terra é um jardim de Deus, mas o jardim que Deus fez para os filhos é o Jardim Celestial, o Céu. Hoje nós agradecemos a Deus. Fica a saudade, as lágrimas, no coração daqueles que amam; daqueles que foram instrumentos para estar sempre ao lado dela, principalmente nestes momentos difíceis de sua vida - os momentos de reparação, de luta, de vivência da santidade, porque ela viveu longos anos cumprindo essa missão com terno amor, também tendo vivido anos de silêncio profundo na mais terna suavidade interior preparando-se para esse encontro com o Pai. Agradeçamos a Deus por essa graça."

Nossa Senhora assim encerrou a mensagem deste dia: "A ressurreição é a força do cristão! Nós cremos na ressurreição, por isso somos fortes para viver os momentos difíceis."

"Esteja preparado, você pertence ao Pai!"

A Comunidade Fraterna agradece carinhosamente às irmãs que com tanto amor cuidaram da Conchita durante os anos em que ela esteve enferma, especialmente por se doarem incondicionalmente a essa missão que lhes foi confiada por Nossa Senhora. Com grande sabedoria elas renunciaram a si mesmas e foram fiéis até o último momento, até a última batida suave do coração tão terno, que agora se alegra com a verdadeira vida no Céu. Gratidão eterna!

Conchita continue intercedendo por nós, para que tenhamos sempre a graça de fazer a Santa Vontade do Pai.

 

*Trechos extraídos da Mensagem de Nossa Senhora em 11 de dezembro de 2020.

 

Última modificação em Sábado, 12 Dezembro 2020 09:12
DMC Firewall is a Joomla Security extension!