Terça, 06 Agosto 2019 08:11

Mensagem de 04 de Agosto de 2019

Avalie este item
(1 Votar)

Queridos filhos!

Com grande alegria e paz estamos aqui, neste domingo, que é um dia especial de oração por toda a Santa Igreja, pelo clero, pelos sacerdotes. Estamos aqui pela vontade de Deus neste momento de oração, de graças e de agradecimentos.

Este é o momento em que você precisa entregar o seu coração para a voz do Senhor. Peça perdão e peça que Ele cure o seu coração. O inimigo tem atacado as famílias e as comunidades neste ano das missões e dos missionários. Feliz daqueles que sabem fechar os olhos, reconhecer suas faltas e pedir perdão.

Precisamos falar do amor. Jesus reina no meio de nós e, onde Jesus está presente, por maior que sejam as armadilhas e as perseguições do inimigo – o demônio – você vence! Mas, para isso é preciso ter humildade, o desejo de santidade. É triste ver o que muitos têm permitido o demônio fazer em suas vidas. Muito triste!

Deus nos deu a graça do Espírito Santo e hoje somos uma família fraterna, um povo de Deus abençoado. Precisamos pedir ao Espírito Santo: “Vinde Espírito Santo! Vinde nos iluminar!”. É preciso pedir sempre essa luz, porque há tantas perguntas sem respostas. Mas, a resposta está no silêncio. Não precisa falar muito. Seria fácil se tudo nos trouxesse uma resposta. Porém, a resposta está no silêncio dos nossos corações. É preciso que haja mudança.

Não permita que o mal envenene seus olhos, seus ouvidos, suas mãos. Estamos aqui para defender a família, a criança que grita por misericórdia, o jovem que pede por misericórdia, aos pais e as mães. A família é uma forte missão na Terra. Fortíssima, filhos! Por isso, Deus fez aqui uma comunidade que é uma família fraterna.

Por isso, vocês terão combates e batalhas. Vocês têm de aprender porque Jesus está conosco. E, onde Jesus está, você tem de ser forte. Ele á fortaleza maior. Têm de caminhar com Ele, vencendo todas as armadilhas, todas as pequenezas humanas com seus caprichos. Vencendo o egoísmo. É preciso que queiram seguir adiante, sem medo, com fé!

Temos muito que agradecer a Deus. Agradecemos a Deus pela vivência que a família procura que é a oração. As famílias que chegam até este pequeno Vale saem daqui com o desejo de colocar a oração em suas vidas, em suas casas.

A oração é a maior arma que temos para nos defender nestes tempos finais. Não é o fim do mundo, mas é um tempo em que a humanidade caminha de forma egoísta, errada. A humanidade precisa se direcionar ao caminho da verdade, da felicidade. Precisa caminhar certo e viver bem. Assim teremos uma vida digna e feliz, onde reine a paz, em que amor reine em nossos corações.

Que tenhamos a humildade de sentir esse amor, de sentir o triunfo da luz em nossos corações e em nossas almas.

Jesus nos faz um apelo para que tenhamos humildade. Precisamos reconhecer o valor das pessoas. Porque o inimigo quer dividir, quer desunir. Mas Deus é a união. Precisamos ter união. Tudo o que fizermos hoje temos de fazer visando a união e não a discórdia. É ter essa união bonita. É viver a união, porque o Céu nos trouxe uma grande catequese onde temos a graça de sentir que aquele que sabe ensinar é aquele que vive.

Como ensinar se a pessoa está sofrendo por causa do orgulho, do ciúme, da inveja e da mentira?

Você tem de se curar dessa pequenez que é o pecado, que destrói a humanidade. As pessoas pecam, mas não procuram em Deus o perdão. Reconheça que Deus está sempre esperando por você. Ele espera que você se aproxime dEle arrependido. O arrependimento sincero é o desejo de não pecar mais. É preciso sair dali consciente que será uma pessoa nova. Daquele momento em diante, em sua vida, você vai evitar as armadilhas do demônio.

As famílias precisam ter esse propósito. Isso é difícil para quem não ora. Quem ora vai conseguir realizar esse projeto de Deus na vida da família. Coloque a oração em sua vida. Por ela, temos recebido tantas bênçãos do Céu, tantas curas para o corpo, para a alma, para o coração.

Deus está agindo de uma forma profunda neste pequeno lugar, um lugar de bênçãos, de humildade e de simplicidade. O que você sente com esta catequese vinda do Céu é que você não vence as perseguições perseguindo também, mas com o seu rosário, com o seu terço nas mãos. O que destrói o demônio é a oração. A humanidade precisa orar.

Este ano vocês estão vendo que a cada dia tudo passa mais rápido. Se aprofunde mais nessa missão de ser missionário desta boa nova, desta mensagem de paz, da realização do plano de Deus. É preciso levar uma vida de obediência. A maior riqueza é ter a graça de servir a Deus. Você que possui bens deve partilhar. A graça maior é derramada em quem partilha, não naquele que recebe. É naquele que tem condições de partilhar. Quanto mais você doa, mais feliz será.

O Evangelho nos convida a essa entrega, a não nos apegarmos de forma doentia à ganância, que mata e que provoca a violência. Que leva as pessoas a prejudicarem a tantas vidas inocentes. Tenha uma vida justa, sábia, pois tudo é do Pai.

Hoje você está aqui, mas se o Pai olhar e disser que você é o filho que Ele deseja, Ele vem lhe colher. Sua vida está nas mãos do Pai. Por isso, se entregue totalmente. Acredite na presença do Espírito Santo dentro de você. Permita que o Espírito Santo aja, que Ele acenda a bela chama que fará de vocês grandes, fortes e sábios missionários.

A família é a grande família missionária. É a missão de sair pelo mundo. E, vocês que recebem um pouco desse mundo aqui, devem ser testemunhos vivos da Palavra de Deus. É preciso que sejam mesmo, filhos! Não é tempo mais de querer ser, mas de ser. Deus está precisando de uma obra viva de amor.

É preciso vencer atritos, batalhas. É ter humildade! Só se cura quem quer ser curado. A primeira atitude para se alcançar uma cura é compreender que você errou. Você erra. Erra por amar de uma forma que não seja o amor de Deus transparente, corajoso, que resgata. É amar ao filho que, quando chega perdido, sai renovado.

O mundo precisa querer esse amor. Há muitos mendigando as migalhas porque não quiseram o amor de Deus. Basta sentir a presença de Deus para se encharcar desse amor de Deus. Lute como Deus deseja que lute, isto é, buscando a santidade, vencendo a fraqueza da matéria, da carne.

Jesus nos pede para julgar menos. Você julga demais. Julga conforme quer e não conforme as coisas são. Tenha caridade, piedade. Tenha caridade para com quem faz a caridade. A caridade é um dom supremo. Tanto para quem recebe quanto para quem dá. No fundo todos precisam da caridade e do amor de Deus. Esse é amor que socorre e sustenta o mundo.

O sofrimento das famílias poderia ser bem maior se não fosse a misericórdia de Deus. A misericórdia é a luz que necessitamos nestes tempos de batalha.

Aproximem-se do Coração de Jesus tão amoroso, que nos espera com tanto amor e tenham uma vida de renúncia. É difícil, mas não é impossível vencer os vícios, as drogas, os pecados. Só é difícil para aquele que ainda não quer. Deus está oferendo tantas graças para vocês, que vocês podem se transformar, basta vocês quererem. A sua transformação depende do seu “sim”.

A família é o santuário mais sagrado. É de uma família que brota um jardim de prosperidade, seja familiar, religiosa, sacerdotal, missionária, vocacional. É no coração da família que nasce o fruto da felicidade do mundo. Se cultivarmos famílias sobre a base da luz do Espírito Santo, teremos frutos abençoados. Teremos muitos dons e muitas riquezas.

Precisamos trazer a oração para dentro dos lares. Todos os lares, todas as famílias devem orar seu Santo Terço. Devem crescer na vivência do Santo Terço até atingirem a vivência do Santo Rosário em família. É uma arma! É uma vitória! A família que ora unida é uma família que vai sempre permanecer unida.

É preciso também ter humildade para evangelizar almas. Cada um tem um dom. Cada um recebe de Deus um dom. Não existe um dom que brilha mais do que outro. Saiba valorizar o seu dom. Às vezes você pensa que o dom do outro brilha mais porque não valoriza o seu dom. Brilhe com o dom que Deus lhe concedeu, o dom que Deus lhe deu! O dom do outro é dom que Deus deu a ele. Cada um tem de ser feliz com aquilo que Deus lhe concedeu e brilhar com esse dom, seja na simplicidade, como aqui neste pequeno Vale de oração.

Eu vejo aqui riquezas desde o menor até o mais elevado conteúdo. São presentes de Deus para fazer do mundo, um mundo melhor. São dons de Deus para fazerem de uma família aquilo que há de melhor. Cada um tem o seu dom. Há pessoas com o dom da palavra, outros da escuta, outros do silêncio, outros da ação, outros da oração. Deus quer a unidade e a humildade e aqui temos a graça de saber que tudo é Jesus. Nós somos apenas instrumentos missionários nesta missão com o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Ninguém deve deixar de ver o seu valor, de amar o seu valor.

Neste momento, eu lhes convido para deixar Jesus reinar. Deixar que Ele reine! Ele sabe tudo. Onde Jesus chega, filhos, chega também toda a graça, toda a misericórdia. É Ele! Nós somos apenas instrumentos. Permita que Ele reine na vida de vocês. Que Ele cure as suas feridas, seus sofrimentos, suas angustias, seus momentos de desequilíbrio. Hoje há tanto desequilíbrio! Por falta de humildade para seguir a vontade de Deus como ela é. Muitas vezes é difícil segui-la porque a vontade de Deus é diferente da nossa vontade.

É necessário ter esse crescimento, ter esse aprofundamento e refletir sobre as bênçãos que estão vindo em direção à humanidade. Essas bênçãos chegam principalmente pela oração das famílias. O povo de Deus vai enxergar bênçãos sobre bênçãos pela oração de todas as famílias da Terra.  

Neste momento quero dar-lhes a bênção com todo carinho e amor.

Neste momento, Nossa Senhora abençoa todos, enquanto cantam: “Dai-nos a bênção...”

Queridos filhos!

Eu lhes abençoei com carinho e com alegria.

É tempo de alegria, e por maior que sejam as batalhas que vocês vivam, que vocês passam, não podem deixar de viver a alegria. A alegria de ter Jesus no meio de nós.

Cada um vai agradecer no silêncio de seu coração por esse presente maior que é Jesus na brisa suave, serena e plena de paz. Jesus é o abrigo dos corações aflitos. Quantas famílias, quantos jovens, quantas mães, quantos pais, quantas crianças precisam desse abrigo, que é o Coração de Jesus. A Santa Igreja, todo o povo de Deus, os sacerdotes, precisam desse abrigo que é o Coração de Jesus.

Jesus sempre irá abrigar vocês. Terão sempre a graça de ter esse Coração lhes abrigando, lhes protegendo. Essa é a riqueza que temos aqui. Uma riqueza que a Comunidade Fraterna tem, pois é uma grande família, mesmo com suas fragilidades, com suas batalhas. Mas, daqui para frente estarão no Coração de Jesus e dirão aquilo que Ele quer que todos nós peçamos e digamos sempre: “Eu quero ser santo!”.

Vocês precisam ser santos. O exemplo maior é aquele que se vive, filhos! O exemplo vale mais do que as palavras.

Deixo com vocês o meu Coração e levo comigo o coração de vocês. Peço a Jesus que abençoe as flores para cura e libertação de todos os doentes do corpo e da alma.

Permaneçam em paz! Que Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo acolham a todos os peregrinos e romeiros que vieram agradecer, pedir e receber muitas bênçãos do Céu.

Eis aqui a Serva do Senhor, a Mãe de Piedade, e eis que o Senhor me chama!

Última modificação em Terça, 06 Agosto 2019 08:15
Mais nesta categoria: Mensagem de 11 de Agosto de 2019 »
DMC Firewall is a Joomla Security extension!