Domingo, 29 Novembro -0001 21:00

Mensagem de 06 de Janeiro de 2013

Avalie este item
(1 Votar)

 

Queridos filhos!

É uma linda riqueza – vinda do Céu para todos os nossos corações – podermos estar aqui presente, neste dia de hoje – Dia do Senhor.

Hoje, vamos experimentar a fonte de unidade e de espiritualidade, que é a presença doce e suave de Jesus, trazendo-nos a serenidade e leveza do Espírito Santo. Devemos saber que, neste momento, a bondade grandiosa do amor do Pai está aqui, para fazermos viver, verdadeiramente, um encontro com a misericórdia infinita – o encontro com o Céu.

Por isso, neste momento, vamos fazer uma prece sublime – cada um de nós –, vamos colocar a força que está dentro de nós nas mãos de Deus, reconhecendo que essa força é Jesus, assim, encontrão a cura verdadeira.

Jesus pergunta a você: “quer ser curado?”.

Muitas vezes o homem não entrega totalmente sua vida a Deus. Dessa forma, sente o peso da cruz mais forte e acaba acreditando que a cruz é muito maior do que a sua força. Mas é exatamente nesses momentos difíceis da vida que devemos saber que a presença da força de Deus é muito mais forte.

Cada um tem sua cruz, seja a cruz da enfermidade, das dificuldades financeiras, da convivência familiar; contudo, chega um momento da vida que o filho precisa amar a sua cruz para senti-la mais leve. Isso porque quanto mais o filho rejeita sua cruz, mais a abandona, mais a despreza, mais sofrerá por dentro.

Muitas vezes, aparentemente, o filho demonstra estar feliz, mas espiritualmente – no íntimo de seu coração – está chorando. Lembrem-se de que é feliz o filho que ama a graça de Deus em sua vida e assume – com responsabilidade, com dignidade, com abertura do coração – o amor pela vida e pela sua missão. A missão é sua!

Jesus nos ensina que quando o filho foge de sua missão, imediatamente, sente o peso da cruz dobrado. Assim, ninguém pode fugir da luta, ninguém pode fugir da sua missão.

Devemos ter responsabilidade e amor em nossos corações para venceremos a dor. Hoje, o homem tenta fugir de seus problemas – olha que o homem nunca esteve tão cercado de problemas como agora – mas não conseguem! O grande problema da humanidade hoje é porque se refugia no erro e, não, no Coração de Jesus. E por que não se abriga no Coração de Jesus?!

Devemos saber que Jesus abre o seu Coração para nos dar tudo que necessitamos para conhecer a verdade: por meio da mensagem vinda do Céu, pelo amor vindo do Céu, mostrando que todos têm algo para fazer, cada um tem uma missão a cumprir. Cada um tem que ser como um servo bom, cuidando bem de sua caminhada, zelando bem pelo seu trabalho missionário. Devemos saber que é preciso amar tudo na vida e, principalmente, a nossa missão.

Neste ano, Jesus nos exorta: “Este é o ano da fé.” Isso é necessário porque se o homem perder a sua fé perderá os pilares de seu equilíbrio. A fé é o nosso sustento na hora da doença. É pela fé que sentimos o zelo de Deus por cada um nas horas difíceis da vida, no momento de cumprirmos a nossa missão, de vivermos a caminhada na terra – Deus age assim seja você um pai, mãe, filho, sacerdote, missionário ou religioso.

Nunca podemos nos esquecer de que é a fé o nosso amparo, principalmente nos momentos de desespero. Quando você pensa que não tem mais saída, a fé lhe mostrará a grande saída que é Jesus. Isso porque é Jesus que nos cura e nos salva, trazendo-nos coragem e ânimo. Jesus nos traz a boa vontade.

Um mundo sem fé é um mundo morto. A morte não ocorre somente na matéria. A morte acontece quando se morre diante suas ações, quando se esquece de que Deus lhe fez para ser feliz e para servir. Lembrem-se servir é ser feliz! Por isso, o Céu nos conduz a viver essa missão com boa vontade.

Temos aqui uma catequese grandiosa que devemos cultivar durante toda nossa caminhada neste ano. Primeiro, devemos saber que o homem hoje precisa se conscientizar da existência de Deus. O homem tem que voltar a ter fé, porque o homem se esqueceu de Deus e está desmoronando diante de tantos erros. E o maior dos erros é o orgulho, que, hoje – simplesmente e infelizmente, juntamente com o ego e egoísmo – leva o homem a se esquecer do valor de ser uma pessoa humilde.

Precisamos nos revestir da plenitude da presença do Espírito Santo. Precisamos buscar a Palavra de Deus, abrindo-se para ser catequizado, evangelizado, e, assim, receber todas as condições para superar e vencer a grande batalha aqui na terra

A vida é uma missão de luta, filhos! É uma luta que nos leva a refletir sobre a origem da dor e nos faz constatar que a dor sai das próprias mãos do homem. Quando o homem não sabe cultivar o amor, quando o homem não desperta para o valor do perdão, começa a lançar o veneno da discórdia. O homem começa a jogar o veneno do julgamento e, assim, a dor vai surgindo nas famílias, nas crianças, nos jovens. É dessa forma que o homem começa a perder a graça de viver até que a perderá completamente.

Quantas pessoas que amanhecem no dia de hoje não sentem felicidade em seus corações. Alguns vivem uma vida triste, como se fossem uma vida somente para passar as horas. O homem, algumas vezes, esquece-se de que cada hora é designada – por aquele que nos criou e nos ama – para recebermos uma bênção. Ninguém vive por acaso. Vivemos pela Divina Providência, e o mais bonito é saber que cada segundo de sua vida lhe é importante. Cada segundo de sua vida é especial. Muitas vezes, é naquele minuto – naquele segundo – que se é desvalorizado – é justamente quando se alcançará as riquezas tão grandiosas, infinitas, vindas de Deus com suavidade e serenidade.

Jesus tem tanto para nos dar. Quando olho para o Coração de Jesus, vejo um coração cheio de graças para serem derramadas sobre o mundo. E o mais bonito, Jesus quer lançar as bênçãos sobre todos os cantinhos dessa Terra. Onde há uma alma, um filho de Deus, ali Jesus está com o seu Coração, derramando bênçãos. Mas, o homem pouco se abre para receber tantas bênçãos, tampouco valoriza aquilo que realmente é grande.

Por isso, necessitam de ser evangelizados e, sendo evangelizado, crescerem na fé. O homem precisa ter formação para crescerem. Não é o crescimento como de uma criança que se transforma em um jovem, é o da espiritualmente, ou seja, por dentro. Para vencerem – para serem capazes de vencerem –, precisam se entregar a Deus para não serem surpreendidos pelas grandes injustiças, pelas grandes tempestades, pelos atos traiçoeiros do orgulho e da vaidade.

O homem precisa de paz, de mansidão, de entrega, de fidelidade, de oração, de ser generoso e de ter generosidade, buscando ser feliz com aquilo que Deus lhe proporciona.

Jesus, no início dessa mensagem, disse para você: “Você quer ser curado?”. Então, saibam que Jesus é a cura. E você quer a cura? Muitos acham melhor estar vivendo no sofrimento do que se atirar nos braços dAquele que é a cura. Muitas vezes, o homem está tão acostumado com o sofrimento, que passa a não querer a glória, a vitória, a bênção, para viver o mesmo erro, a mesma destruição.

Por isso, é preciso ter boa vontade. O que é boa vontade? Boa vontade é dar um passo em direção a grande missão que Jesus Cristo quer para cada um e, assim, ter uma vida nova. Se não lutarem por essa vida nova, continuarão a ter uma vida sempre sofrida. É preciso ter esperança e ser um homem que espera no um novo ano. Como o homem poderá lutar para ter um ano novo? Fazendo algo novo em sua vida. Se fizerem algo novo, terão uma vida nova. Por outro lado, se continuarem vivendo as mesmas migalhas da vida velha, não terão um novo ano. O espelho deste mundo se mostra presente nos atos de todos e de cada um de nós. É preciso se conscientizar de que se querem uma vida cercada de bênçãos, terão as bênçãos.

Na vida há muitas batalhas difíceis, e o povo de Deus sofre, mas é um povo de Deus feliz. Mesmo diante das batalhas, têm uma vida abençoada. Isso porque se o homem tem uma família que ora, pode enfrentar a pior batalha, que estará protegido por Deus. Mesmo nas tempestades, Deus lança em seus braços e seu amor sobre esse homem. Assim, o Espírito Santo o fará viver os momentos difíceis com mais suavidade.

Quantos que tiveram uma experiência de sofrimento muito forte, mas, mesmo assim, sabem testemunhar a presença de Jesus em suas vidas, carregando-o em seus braços. Jesus não os deixou perceberem o tamanho da dor que seu corpo sentia.

É preciso saber que, quanto maior a entrega, maior a riqueza das bênçãos. Quanto mais se oferece a Deus de coração, mais suave é sua missão. Mas, a entrega deve ser de coração! Muitas vezes, o filho diz que se entrega a Jesus, mas isso é só com palavras. Isso é fácil! O difícil é se entregar de coração. Como é entregar de coração? A entrega de coração é quando nós nos damos a Deus totalmente. Quando se entrega de coração, entregando-nos nossa mente, esta não fica mais conturbada, com os maus pensamentos. Em verdade, nada mais passa a perturbá-los, conseguem ficar tranquilos. Por sua vez, quando a entrega é só de palavra, é a voz que fala, o coração continua chorando.

Jesus nos pede a fidelidade. A boa vontade nos traz essa fidelidade. Muitos, hoje, dizem: “Senhor, Senhor, Senhor!”. Mas tão poucos são aqueles que querem realmente viver como servo diante de seu Senhor. Poucos querem abraçar a cruz de Cristo, porque isso exige amar o seu irmão. Muitas vezes, o homem acha difícil amar o próximo. Amar é difícil, mas é possível. Isso é possível se vocês se doarem totalmente a Cristo. Todavia, muitos não querem amar o próximo. Muitos dizem que querem Cristo, mas não querem o irmão. Ora, sem amar o irmão não há como dizer que se ama a Cristo.

Quando o filho tem que trabalhar em seu coração a espiritualidade do amor – aprendendo a amar –, muitas vezes coloca dificuldades. Isso porque não está disposto a amar nem mesmo a pessoa mais próxima, como o seu filho, seu matrimonio, sua vida de missionário, seu sacerdócio.

Quantas vezes que começa a acha difícil amar e é, por isso, que Jesus, hoje, pede-lhes para terem boa vontade. Quando o filho quer receber a graça de amar, essa graça lhe será dada. Jesus quer lhes dar essa graça. Mas, muitas vezes, Jesus não encontra, no coração dos filhos, a vontade de querer amar e Ele só entra no coração daqueles que querem.

É, por isso, que peço a todos os filhos para se entregarem verdadeiramente a Jesus. Ele vai fazer uma obra linda na vida de vocês, filhos – hoje e sempre! Não somente neste momento que estamos aqui, juntos com a Mãe de Piedade, mas em todos os momentos da vida de vocês.

Por isso que, com grande carinho, quero dar-lhes a minha benção.

Neste momento, Nossa Senhora abençoa a todos, enquanto cantam: “Dai-nos a bênção...”

Queridos filhos, abençoei carinhosamente todos os filhos.

Fiquei muito feliz com a união de todos e com este momento de oração. Hoje, Jesus nos traz a paz por meio de sua Palavra e em seu ensinamento. A verdadeira volta do filho perdido a casa do pai, que vive em desespero e aflição, é a certeza de que Jesus é a paz.

Tenham confiança: aqueles que estavam em desespero, em aflição, sintam a paz de Jesus. Muitas vezes, o filho está aqui, recebendo as bênçãos do Céu, mas seu coração está em outro lugar, querendo uma realização diversa daquela que o Céu quer lhes dar.

Então, o que realmente quer?

Jesus nos disse: “você quer ser curado?" Então, confie!

Você quer se entregar a Deus totalmente? Confie.

Diz-se que confia, mas, ao mesmo tempo, não crê na necessidade de se entregar a Deus completamente, não receberá a paz. A obra de Deus é feita no coração daquele que se entrega. Se os filhos não se entregassem aos planos de Deus, neste Vale, não iria se tornar em um Santuário de amor e de oração, de misericórdia e de piedade.

Assim, entreguem-se mais, filhos!

Vamos cultivar, durante todo esse ano, a entrega. O homem está cada vez mais próximo do Triunfo do Meu Coração, mas, sem a entrega, o filho não verá esse Triunfo.

Cada um é responsável por plantar e colher a paz. Então, vamos plantar a paz para colhê-la. Devemos saber que o mais importante é deixar que o Céu cultive em nossos corações a semente da paz.

Hoje, posso lhes dizer, como mãe, que o coração de todos estão sendo cultivados pelo Céu e, agora, é preciso plantar e zelar pela boa semente.

O meu coração fica com vocês.

Essa benção de hoje, dou-a para meu filho Francisco, desejo que Jesus lhe conceda muita luz, sabedoria, paz e amor.

Que a bênção de Deus Pai, Filho e Espírito Santo esteja no meio de todos para sempre.

A quem me ofertou as flores mais belas e lindas do jardim com amor, quero ofertar o Meu Coração de Mãe.

O Céu me chama e eis aqui a Serva de Deus.

 

Última modificação em Terça, 29 Outubro 2013 14:35
DMC Firewall is a Joomla Security extension!